Stallone pede que memória do filho seja "deixada em paz"

segunda-feira, 16 de julho de 2012 19:28 BRT
 

Por Dan Whitcomb

LOS ANGELES, 16 Jul (Reuters) - O ator Sylvester Stallone fez nesta segunda-feira um apelo para que a opinião pública deixe em paz a "memória e alma" do seu filho Sage, encontrado morto na sexta-feira, aos 36 anos.

Os resultados da autopsia, incluindo exames toxicológicos, ainda devem levar várias semanas e, enquanto isso, a morte do aspirante a ator e cineasta desencadeou uma onda de especulações na imprensa popular.

"Quando um pai perde um filho, não há dor maior", disse Stallone em nota. "Portanto, estou implorando às pessoas para que respeitem a memória do meu talentoso filho, e que tenham compaixão pela amorosa mãe dele, Sasha."

Stallone, de 66 anos, se divorciou em 1985 da mãe de Sage, Sasha Czack, com quem esteve casado por cerca de dez anos.

"Sage foi nosso primeiro filho e o centro do nosso universo, e estou humildemente pedindo a todos que deixem a memória e a alma do meu filho em paz", afirmou o ator, conhecido pelos personagens Rocky e Rambo.

A polícia de Los Angeles determinou que o caso seja conduzido em sigilo. Um porta-voz policial disse que a Divisão de Roubos e Homicídios foi mobilizada, como geralmente acontece em caso de grande repercussão, mas que não há indício de crime.

(Reportagem adicional de Steve Gorman)