Ativista chinês Chen Guangcheng vai lançar autobiografia

quarta-feira, 18 de julho de 2012 14:01 BRT
 

LOS ANGELES, 18 Jul (Reuters) - O ativista chinês Chen Guangcheng, que ganhou fama mundial ao fugir da prisão domiciliar e se refugiar na embaixada dos EUA em Pequim em abril, vai publicar uma autobiografia no ano que vem, disse sua editora na terça-feira.

Chen, que tem 40 anos e é cego, agora está estudando direito nos EUA. Ele enfrentou perseguições do regime chinês por causa de seu ativismo dos últimos 20 anos em defesa dos direitos humanos.

A luta de Chen contra a chamada "política do filho único" fez com que fosse detido em 2006. Antes de fugir, ele passou 19 meses em prisão domiciliar numa aldeia chinesa.

A editora Times Books disse que a autobiografia será lançada no segundo semestre de 2013.

"Esta é uma oportunidade para que eu partilhe com o mundo as verdadeiras condições na China, especialmente em vastos trechos da China rural", disse Chen em nota divulgada pela Times Books, uma divisão da editora Macmillan.

(Reportagem de Bob Tourtellotte)

 
Ativista chinês Chen Guangcheng é fotografado no Conselho de Relações Internacionais em Nova York. Chen Guangcheng, que ganhou fama mundial ao fugir da prisão domiciliar e se refugiar na embaixada dos EUA em Pequim em abril, vai publicar uma autobiografia no ano que vem, disse sua editora na terça-feira. 31/05/2012 REUTERS/Eric Thayer