18 de Julho de 2012 / às 13:28 / 5 anos atrás

Ativista chinês Chen Guangcheng vai lançar autobiografia

Ativista chinês Chen Guangcheng é fotografado no Conselho de Relações Internacionais em Nova York. Chen Guangcheng, que ganhou fama mundial ao fugir da prisão domiciliar e se refugiar na embaixada dos EUA em Pequim em abril, vai publicar uma autobiografia no ano que vem, disse sua editora na terça-feira. 31/05/2012 REUTERS/Eric Thayer

LOS ANGELES, 18 Jul (Reuters) - O ativista chinês Chen Guangcheng, que ganhou fama mundial ao fugir da prisão domiciliar e se refugiar na embaixada dos EUA em Pequim em abril, vai publicar uma autobiografia no ano que vem, disse sua editora na terça-feira.

Chen, que tem 40 anos e é cego, agora está estudando direito nos EUA. Ele enfrentou perseguições do regime chinês por causa de seu ativismo dos últimos 20 anos em defesa dos direitos humanos.

A luta de Chen contra a chamada “política do filho único” fez com que fosse detido em 2006. Antes de fugir, ele passou 19 meses em prisão domiciliar numa aldeia chinesa.

A editora Times Books disse que a autobiografia será lançada no segundo semestre de 2013.

“Esta é uma oportunidade para que eu partilhe com o mundo as verdadeiras condições na China, especialmente em vastos trechos da China rural”, disse Chen em nota divulgada pela Times Books, uma divisão da editora Macmillan.

Reportagem de Bob Tourtellotte

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below