Russell Brand é processado por atirar iPhone de fotógrafo

quarta-feira, 25 de julho de 2012 21:29 BRT
 

NOVA ORLEANS, Estados Unidos, 25 Jul (Reuters) - O ator britânico Russell Brand poderá ser condenado a até seis meses de prisão por ter atirado o iPhone de um fotógrafo por uma janela, num incidente que ocorreu em Nova Orleans e começou a tramitar judicialmente nesta quarta-feira.

O astro do filme "O Pior Trabalho do Mundo" deve ser tornado réu no processo na quinta-feira, segundo um porta-voz da Corte Municipal de Nova Orleans. Não ficou claro se Brand estará presente pessoalmente, ou se o seu advogado poderá se pronunciar em seu nome.

Brand foi detido em 15 de março pela polícia de Nova Orleans depois de um fotógrafo acusá-lo de agarrar seu iPhone e atirar o aparelho por uma janela, quebrando a vidraça de um escritório de advocacia no centro da cidade.

O ator foi libertado em seguida sob fiança de 5.000 dólares.

O advogado do ator no caso, Robert Glass, não foi imediatamente localizado para comentar. Um porta-voz da promotoria disse que o ator foi indiciado por uma contravenção de dano à propriedade alheia, num valor inferior a 500 dólares.

Esse infração acarreta pena máxima de até seis meses de prisão, e/ou multa de 500 dólares. Pessoas familiarizadas com esse tipo de processo dizem que dificilmente o ator irá para a cadeia por causa do incidente.

Em 2010, Brand foi preso por supostamente bater em um paparazzo num aeroporto de Los Angeles. No ano passado, ele foi deportado do Japão por causa do seu prontuário criminal, quando tentava visitar sua então mulher, Katy Perry, que fazia shows no país.

(Reportagem de Kathy Finn)