Madonna expressa seu amor pela França tolerante em show em Paris

sexta-feira, 27 de julho de 2012 09:45 BRT
 

Por Chine Labbé

PARIS, 27 Jul (Reuters) - A estrela do pop Madonna ofereceu aos fãs um show intimista no famoso teatro Olympia de Paris na quinta-feira, expressando seu amor por uma França que está aberta a minorias e a artistas e reinterpretou "Je t'aime moi non plus", uma canção envolvida com insinuações sexuais.

Ingressos para o show surpresa - uma adição de última hora para a turnê "MDNA" da cantora - foram oferecidos primeiro aos membros do seu fã-clube e se esgotaram dentro de minutos. Algumas pessoas começaram a se reunir fora do Olympia logo na quarta-feira para o show e a expectativa era alta.

No final, a reação foi misturada e alguns na plateia manifestaram desapontamento com a duração do show, de meros 45 minutos.

Esperava-se que o show assumisse um tom político, e Madonna começou com um aviso rebelde.

"Eu tenho uma afinidade especial com a França, e eu tenho há muitos anos", a estrela pop gritou no início. "Poderia voltar todo o caminho até Napoleão, porque eu penso em mim como uma revolucionária."

No entanto, ela não repetiu seu desempenho da apresentação para o Stade de France, com 80.000 lugares, em 14 de julho, a qual irritou a líder do partido de extrema-direita da França, Marine Le Pen, ao mostrar uma foto dela com uma suástica sobreposta em seu rosto.

A Frente Nacional, partido de Marine, anunciou depois que vai processá-la.

Na quinta-feira, Madonna ofereceu apenas uma crítica velada à posição do partido anti-imigrantes, prestando homenagem a uma França que "abria seus braços para as minorias."   Continuação...

 
Cantora Madonna se apresenta durante show de sua turnê MDNA no estádio Stade de France em Saint-Denis, perto de Paris. Madonna ofereceu aos fãs um show intimista no famoso teatro Olympia de Paris na quinta-feira, expressando seu amor por uma França que está aberta a minorias e a artistas. 14/07/2012 REUTERS/Benoit Tessier