Juiz quer relatório sobre bem-estar dos filhos de Michael Jackson

sexta-feira, 27 de julho de 2012 20:43 BRT
 

LOS ANGELES, 27 Jul (Reuters) - Um juiz solicitou nesta sexta-feira uma investigação sobre os cuidados dispensados aos três filhos de Michael Jackson, depois de um irmão do falecido cantor acusar os executores do seu espólio de desonestidade numa disputa de poder pela multimilionária herança.

O juiz Mitchell Beckloff, de Los Angeles, nomeou um perito para entrevistar Prince Michael, de 15 anos, Paris, de 14, e Blanket, de 10, "sem ser anunciado", e que apresente um relatório sobre o bem-estar dos menores.

O advogado dos irmãos e de outros familiares de Jackson propôs que a mãe do cantor, Katherine, de 82 anos, compartilhe a guarda dos seus netos com Tito Jackson Jr., primo das crianças e atual guardião.

Tito, de 34 anos, recebeu a guarda temporária na quarta-feira, dias depois de Katherine ser dada como desaparecida. A família informou depois que ela estava descansando com parentes no Arizona.

Ela voltou de viagem na quinta-feira, após ir à TV para negar rumores de que teria sido sequestrada por alguns dos seus filhos.

O advogado de Katherine Jackson disse nesta sexta-feira que um novo arranjo para a guarda das crianças será formalmente apresentado a Beckloff na semana que vem.

Jackson morreu em 2009, aos 50 anos, por causa de uma overdose de medicamentos. Inicialmente, a guarda dos seus três filhos foi confiada a Katherine Jackson.

(Reportagem de Jill Serjeant)