ESTREIA-"Vou Rifar Meu Coração" traz música brega superficial

quinta-feira, 2 de agosto de 2012 09:12 BRT
 

SÃO PAULO, 2 Ago (Reuters) - "Vou Rifar Meu Coração", documentário dirigido por Ana Rieper, tem como tema algo chamado de "música brega". Pode até parecer, mas não é uma denominação pejorativa, até porque seus intérpretes aceitam o rótulo com orgulho.

Vários cantores famosos são personagens do longa, como Wando (morto em fevereiro passado), Agnaldo Timóteo, Nelson Ned, Amado Batista, Odair José, entre outros, e seus fãs anônimos, cujas histórias de vida e amores frequentemente se relacionam com as letras dos sucessos de seus ídolos.

Apesar do universo rico e que desperta curiosidade, a diretora perde o foco ao longo do filme. O resultado final é uma sequência de depoimentos que raramente dialogam.

Não é preciso fazer um tratado antropológico ou sociológico sobre o assunto, mas se trata de um tema que se presta a uma abordagem por diversos ângulos, o que traria mais profundidade ao filme, que se limita a mostrar as músicas e escolher depoimentos nem sempre elucidativos.

Em alguns casos, as entrevistas parecem particularmente pouco esclarecedoras, como é o caso de Lindomar Castilho, que cumpriu pena por assassinato de sua ex-esposa, Eliane de Grammont, em 1981.

No debate no Festival de Brasília, em setembro do ano passado, a produtora do filme, Suzana Amado, esclareceu que, para dar esta entrevista, o cantor impôs a condição de não se tocar no assunto.

Ana acatou o pedido, não apenas quando conversou com ele, mas também ao longo de todo o filme, deixando de fazer qualquer menção ao crime, perdendo uma ótima oportunidade de comentar a história do cantor que, percebe-se, levou ao extremo a letra de várias canções bregas que falam de matar por amor.

O título do filme, aliás, foi colhido de uma música de Lindomar.

Já Agnaldo Timóteo confessa que em todas as suas músicas há muito de suas experiências. E cita como exemplo "Aventureiros", que diz ser sobre milhões de pessoas que perambulam por saunas e ruas em busca de amor.   Continuação...