7 de Agosto de 2012 / às 17:58 / 5 anos atrás

Astros de Hollywood dão adeus ao compositor Marvin Hamlisch

Por Christine Kearney

NOVA YORK, 7 Ago (Reuters) - O premiado compositor Marvin Hamlisch, autor das canções de “A Chorus Line” e “Nosso Amor de Ontem”, morreu repentinamente, aos 68 anos, motivando homenagens calorosas de personalidades como Barbra Streisand, Liza Minnelli, Nancy Reagan e muitas outras.

Hamlisch foi o autor das trilhas musicais de numerosos filmes e espetáculos da Broadway. Ele morreu na segunda-feira, em Los Angeles, depois de uma “breve doença”, segundo um porta-voz da sua família. Nenhum detalhe adicional sobre a causa da morte foi divulgado.

Streisand, amiga de Hamlisch durante 45 anos e protagonista do filme romântico “Nosso Amor de Ontem”, disse estar “devastada” com a notícia, e lembrou que o músico tocou no casamento dela em 1998.

Ela destacou em uma nota sua rapidez mental, generosidade e senso de humor. Streisand disse que Hamlisch foi “um verdadeiro gênio musical, mas acima de tudo ele foi um lindo ser humano”.

Ao longo de uma carreira que durou até os últimos dias de vida, Hamlisch acumulou a rara distinção de ter ganhado os prêmios Emmy, Grammy, Oscar e Tony.

Liza Minnelli lembrou que era amiga de Hamlisch desde os 13 anos de idade, e que ele foi o arranjador dos seus dois primeiros discos. “Perdi meu melhor amigo da vida toda, e infelizmente perdemos um talento esplêndido”, disse a cantora e atriz em uma nota.

A ex-primeira-dama Nancy Reagan evocou as apresentações de Hamlisch na década de 1980 na Casa Branca, e contou que ele compôs uma música especial no aniversário de 77 anos do falecido ex-presidente Ronald Reagan, marido de Nancy.

Em nota, Nancy Reagan disse que Hamlisch foi “um amigo querido”. “Estou realmente perplexa por sua morte numa idade tão jovem, não acho que se possa encontrar um músico mais contemporâneo e talentoso”, acrescentou.

A atriz Debra Messing, estrela das séries de TV “Smash” e “Will & Grace”, disse pelo Twitter: “O GRANDE Marvin Hamlisch faleceu (...). Que perda. Que talento. Que contribuições.”

Nascido em uma família judia de Nova York, Hamslich começou a compor para cinema em 1969, trabalhando com cineastas como Woody Allen e Steven Soderbergh -- com quem colaborava ultimamente em um filme baseado na vida do pianista Liberace.

Na Broadway, ele ganhou o Tony e o Pulitzer pelo musical “A Chorus Line”, de 1975, e continuou atuando na rua novaiorquina dos teatros até “Sweet Smell of Success” (2002).

Ele também ganhou quatro Grammys, sendo dois por “Nosso Amor de Ontem”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below