10 de Agosto de 2012 / às 17:43 / 5 anos atrás

Vice-premiê russo ataca Madonna em tweet ofensivo

A cantora norte-americana Madonna se apresenta em São Petersburgo, na Rússia, na quinta-feira. 09/08/2012 REUTERS/Alexander Demianchuk

Por Gleb Bryanski

MOSCOU, 10 Ago (Reuters) - Um aliado do presidente russo, Vladimir Putin, usou uma mensagem obscena no Twitter para atacar Madonna nesta sexta-feira depois que a estrela pop pediu a libertação de três mulheres que estão sendo julgadas e podem ser condenadas à prisão por causa de uma performance irreverente na principal catedral de Moscou.

O vice-primeiro-ministro, Dmitry Rogozin, político nacionalista e ex-enviado da Rússia à Otan, publicou o tweet após Madonna ter dito ao público em um show de Moscou que as integrantes da banda punk Pussy Riot presas foram “corajosas” e mereciam ser libertadas.

“Com a idade, toda ex-puta tende a repreender a todos, especialmente durante turnês mundiais e concertos”, escreveu Rogozin, que agora lidera a tentativa da Rússia de reforçar o Exército e a indústria de defesa, em um tweet em inglês.

Madonna vestiu uma balaclava como aquelas usadas pelas artistas da banda durante o seu show em Moscou na noite de terça-feira e foi fortemente aplaudida quando ofereceu o seu apoio.

Maria Alyokhina, 24 anos, Nadezhda Tolokonnikova, 22 anos, e Yekaterina Samutsevich, 30 anos, invadiram o altar da principal catedral da Rússia em 21 de fevereiro e cantaram uma “oração punk” invocando à Virgem Maria que livrasse a Rússia de Putin, que estava na época em campanha para retornar à Presidência após quatro anos como primeiro-ministro.

Promotores querem uma sentença de 3 anos de prisão para elas por vandalismo motivado por ódio religioso. Elas estão detidas desde após a performance, que ofendeu muitos fiéis russos cristãos ortodoxos. Críticos do Kremlin veem o julgamento como parte de uma repressão a dissidentes no momento em que Putin inicia seu mandato de seis anos.

As mulheres disseram que a performance tinha a intenção de criticar os laços estreitos entre Putin e a Igreja Ortodoxa Russa e o apoio informal que o seu líder, o patriarca Kirill, deu a Putin durante sua campanha eleitoral bem-sucedida.

REAÇÃO EXCESSIVA?

Os governos ocidentais e grupos de direitos humanos disseram que a reação do governo à “oração punk” era excessiva e estão acompanhando o julgamento de perto. O juiz deve dar um veredito em 17 de agosto.

Rogozin, que alguns analistas veem como um potencial candidato presidencial na próxima eleição em 2018, não mencionou o nome de Madonna no tweet em inglês desta sexta-feira ou num tweet em russo na quarta-feira.

Mas poucos usuários tinham dúvidas de que ele estava se referindo a Madonna, que também falou em apoio aos direitos dos homossexuais em um concerto em São Petersburgo, cidade-natal de Putin, na noite de quinta-feira.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below