Ganhadores do Nobel pedem suspensão de reality show militar

segunda-feira, 13 de agosto de 2012 19:02 BRT
 

LOS ANGELES, 13 Ago (Reuters) - Nove ganhadores do Prêmio Nobel, entre eles o arcebispo emérito sul-africano Desmond Tutu, pediram na segunda-feira à rede NBC que suspenda o reality show "Stars Earn Stripes", visto por eles como uma tentativa de "higienizar a guerra ao compará-la a uma competição atlética".

O programa, que estreia na segunda-feira à noite, submete oito celebridades a uma espécie de treinamento militar, na qual os participantes se lançam de helicópteros e disparam armas de longo alcance.

Cada participante - entre os quais o cantor Nick Lachey e o marido da política Sarah Palin, Todd - faz dupla com um ex-militar de forças especiais, disputando um prêmio que será doado a uma entidade beneficente da escolha dos vencedores. O apresentador do programa é um general da reserva, Wesley Clark.

A NBC disse que o objetivo do programa é "prestar homenagem aos homens e mulheres que servem nas Forças Armadas dos EUA".

Mas, em carta aberta a Bob Greenblatt, executivo da NBC, os ganhadores do Nobel dizem que "se preparar para a guerra não é diversão nem entretenimento". "É nossa crença que este programa não presta homenagem a ninguém em lugar algum, e que continua e amplia uma inglória tradição de glorificar a guerra e a violência armada."

"A guerra de verdade simplesmente letal. As pessoas - militares e civis - morrem de forma que não são nada divertidas", acrescentou a carta.

Os signatários - todos ganhadores de prêmios Nobel por contribuições voltadas para o fim da violência - pediram que a NBC "pare de levar esse programa ao ar". A Rede não se manifestou.

(Reportagem de Jill Serjeant)