Grã-Bretanha barra temporariamente exportação de obra de Picasso

sexta-feira, 17 de agosto de 2012 14:11 BRT
 

LONDRES, 17 Ago (Reuters) - A Grã-Bretanha proibiu temporariamente a exportação de uma importante pintura de Picasso emprestada para uma galeria pública desde 1974, antes de seus proprietários decidirem colocá-la à venda.

A obra "Menina com Pomba" foi pintada em 1901 e marcou o início do "período azul" do artista espanhol. Ela foi avaliada em 50 milhões de libras (80 milhões de dólares).

O ministro da Cultura, Ed Vaizey, disse nesta sexta-feira que estava impedindo a obra de deixar o país até 16 de dezembro e, se uma tentativa "séria" de atender o preço pedido fosse feita por um comprador privado ou instituição fora da Grã-Bretanha, a proibição valeria até 16 junho de 2013.

"Isso vai proporcionar uma última chance de levantar o dinheiro para manter a pintura na Grã-Bretanha", afirmou o Ministério da Cultura em comunicado.

O comitê decidiu que a pintura, que foi colocada em empréstimo em longo prazo para a Galeria Nacional de Londres em 1974 e lá permaneceu até 2010, era suficientemente importante e intimamente ligada com a Grã-Bretanha para justificar a medida.

"'Menina com Pomba' é uma pintura muito amada cujo status icônico, juntamente à sua longa história nas coleções britânicas, a torna importante para o nosso patrimônio nacional", disse o membro do comitê Aidan Weston-Lewis.

(Reportagem de Mike Collett-White)