Lindsay Lohan é procurada para depor sobre roubo, diz jornal

terça-feira, 28 de agosto de 2012 19:03 BRT
 

LOS ANGELES, 28 Ago (Reuters) - A atriz Lindsay Lohan está sendo procurada pela polícia de Los Angeles para depor sobre um roubo de joias na casa de um amigo, afirmou o jornal Los Angeles Times nesta terça-feira, citando fontes de segurança.

O jornal afirmou que a polícia deve apresentar o caso à promotoria ainda nesta terça-feira para determinar se havia evidência suficiente para fazer acusações sobre um roubo de relógios. Não estava imediatamente claro quem era o suspeito.

Um porta-voz da atriz de "Meninas Malvadas" se recusou a comentar o caso.

O incidente apareceu na mídia na semana passada, quando o site de notícias sobre celebridades TMZ.com afirmou que uma problemática atriz e seu assistente eram convidados em uma casa em Hollywood Hills e que, mais tarde, o proprietário havia dado queixa de um roubo à Polícia de Los Angeles.

O jornal disse que o proprietário dos relógios não está cooperando com a investigação.

Se Lindsay, de 26 anos, estiver envolvida no roubo, a atriz poderá sofrer sérias consequências. Ela foi liberada de quase cinco anos de liberdade condicional em março deste ano.

Ela ainda está em liberdade condicional informal até 2014 por causa de um caso relacionado a roubo de joias no ano passado e autoridades poderão revogar a decisão e mandá-la de volta para a cadeia.

Lindsay, que ficou famosa como uma estrela mirim em "Operação Cupido" e outros filmes, viu sua então promissora carreira descambar em 2007 quando foi presa por dirigir embriagada e posse de cocaína.

Ela tem tentado limpar sua imagem manchada desde que foi liberada da condicional com participações na TV em "Saturday Night Live" e "Glee" e a filmagem do filme "Liz & Dick".

(Reportagem de Piya Sinha-Roy)

 
Atriz Lindsay Lohan comparece ao jantar anual da associação dos correspondentes da Casa Branca, em Washington, nos EUA. Lohan está sendo procurada pela polícia de Los Angeles para depor sobre um roubo de joias na casa de um amigo, afirmou o jornal Los Angeles Times nesta terça-feira, citando fontes de segurança. 28/08/2012 REUTERS/Larry Downing