September 17, 2012 / 7:38 PM / 5 years ago

Justiça francesa se pronuncia na 3a sobre fotos de topless de Kate

2 Min, DE LEITURA

PARIS, 17 Set (Reuters) - Um tribunal francês anunciará na terça-feira se irá conceder a liminar que o príncipe britânico William e sua esposa, Kate, solicitaram para obrigar a revista Closer a não publicar mais fotos dela com os seios à mostra.

Num caso que teve grande repercussão na Grã-Bretanha e reabriu o debate sobre as leis de privacidade, advogados do duque e duquesa de Cambridge estão solicitando indenizações da Closer, além de terem apresentado outra queixa contra um fotógrafo, o que pode levar a um processo penal.

O casal deseja que a Closer pare de vender a imagem a outros veículos de comunicação, inclusive da internet. Os exemplares da revista com as fotos de Kate fazendo topless em um barco se esgotaram rapidamente na França, e foram reproduzidas em outras publicações - embora a imprensa britânica tenha feito um acordo informal para não mostrá-las.

Um funcionário da corte de Nanterre, nos arredores de Paris, disse que a decisão sobre o mandado de segurança deve ser anunciada na terça-feira.

A Closer pertence ao grupo Mondadori, que tem como acionista majoritário o ex-premiê conservador italiano Silvio Berlusconi.

Reportagem de Gerard Bon e Morade Azzouz

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below