Autobiografia de Schwarzenegger fala sobre filho com a governanta

segunda-feira, 24 de setembro de 2012 19:10 BRT
 

LOS ANGELES, 24 Set (Reuters) - Arnold Schwarzenegger diz que sua ex-mulher não leu a autobiografia, ainda inédita, na qual ele fala sobre o filho que teve com uma governanta. Mas, em entrevista à rede CBS, o ator e político disse que quis escrever um livro em que seus "fracassos" aparecessem tanto quanto seus sucessos.

O livro se chama "Total Recall: My Unbelievably True Life Story" ("lembrança total: minha história de vida inacreditavelmente verdadeira", em tradução literal; "Total Recall" é também o título original da série "O Vingador do Futuro"), e chega às livrarias em 1o de outubro.

A editora Simon & Schuster informou que o ex-governador da Califórnia começou a escrever a autobiografia antes da eclosão, em maio de 2011, do escândalo relacionado ao filho que ele teve anos antes, quando ainda era casado com Maria Shriver.

O caso levou ao fim de um casamento de 25 anos. Na entrevista que vai ao ar no dia 30 - e que teve trechos divulgados na segunda-feira -, Schwarzenegger, de 65 anos, diz que não submeteu o original à ex-mulher.

"Acho que Maria me quer bem em tudo o que eu faço", disse ele. "Ela sabe que é sobre a minha vida inteira, e eu não iria escrever um livro e deixar essa parte de fora, e fazer as pessoas sentirem assim: ‘Bom, espere um minuto, estamos recebendo um livro sobre as histórias de sucesso, e que não fala dos seus fracassos?'. E esse não é o livro que eu quis escrever. Eu quis escrever um livro sobre mim. Eis a minha vida."

Segundo prova do livro ao qual o New York Daily News teve acesso, Schwarzenegger escreve que ele e a governanta Mildred Baena fizeram sexo em 1996, numa casa de hóspedes da mansão onde ele morava com Shriver, que na ocasião havia viajado de férias com os filhos do casal.

Ele acabou sendo forçado a admitir que era o pai do filho de Baena durante uma sessão de terapia conjugal com Shriver, no dia seguinte ao final do seu mandato como governador da Califórnia, em janeiro de 2011.

O ex-fisiculturista de origem austríaca, que depois se tornou um dos maiores e mais musculosos astros de Hollywood, está promovendo o livro em seu site com um vídeo e a frase: "Essa história você conhece? Você está pronto para a história que não conhece?"

Depois de deixar o governo estadual, o republicano Schwarzenegger voltou ao cinema em agosto com "Os Mercenários 2", e já tem mais cinco filmes na agenda. Ele também inaugurou um centro de estudos da política global com seu nome na Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles.

(Reportagem de Jill Serjeant)