Jornal espanhol El País vai demitir e reduzir salários

sexta-feira, 5 de outubro de 2012 14:33 BRT
 

MADRI, 5 Out (Reuters) - O El País, mais influente jornal espanhol, vai demitir funcionários e reduzir salários na semana que vem, informou nesta sexta-feira a empresa controladora, o Grupo Prisa, num momento em que a queda na receita publicitária causa uma crise generalizada na imprensa do país.

O Prisa, que também tem investimentos em outros países da Europa e na América Latina, não disse quantos funcionários serão demitidos no mais conceituado jornal do mundo em língua espanhola. A imprensa local disse que mais de um quarto dos empregados podem ser dispensados.

"Não podemos continuar vivendo tão bem", disse o presidente do Grupo Prisa, Juan Luis Cebrián, a seus funcionários na sexta-feira. As declarações foram reproduzidas pelo comitê trabalhista do jornal, que segue uma linha editorial de centro-esquerda.

O Prisa teve uma redução de 5 por cento no seu faturamento no primeiro semestre, por causa da perda de anunciantes em Portugal e Espanha.

Desde 2008, 57 veículos de comunicação fecharam na Espanha, e 8 mil jornalistas perderam seus empregos.

Carlos Cue, jornalista do El País, disse pelo Twitter que a sexta-feira foi "o pior dia na história" do jornal.

O Prisa já havia feito cortes em outros veículos do grupo, como o jornal econômico Cinco Dias e a rádio Cadena Ser. O comitê de trabalhadores do El País disse que a nova rodada de cortes deve ser oficializada na terça-feira.

(Reportagem de Clare Kane)

 
Vista geral do jornal espanhol El País em Madri. 29/11/2010 REUTERS/Juan Medina