Objetos do Titanic são postos a venda por US$189 milhões

terça-feira, 16 de outubro de 2012 19:04 BRT
 

16 Out (Reuters) - Objetos recuperados do naufrágio do Titanic serão postos à venda por 189 milhões de dólares pela empresa Premier Exhibitions, que detém os direitos sobre qualquer coisa tirada do malfadado transatlântico.

O navio naufragado, encontrado em 1985 pelo explorador Robert Ballard, já resultou em mais de 5.500 objetos recuperados para a Premier, que promoveu oito expedições aos destroços no fundo do Atlântico desde 1987.

Os itens incluem desde delicados pratos de porcelana e talheres de prata até um pedaço de 17 toneladas do esburacado casco do navio.

O luxuoso Titanic naufragou em abril de 1912, na sua viagem inaugural, num acidente que matou mais de 1.500 pessoas.

As ações da Premier tiveram alta de 18 por cento nesta terça-feira, após a apresentação de um documento oficial no qual a empresa anuncia a intenção de vender os artefatos pela quantia de 189 milhões de dólares a um grupo não identificado de indivíduos.

A empresa queria vender sua participação nos destroços do Titanic para se concentrar na realização de exposições itinerantes, mas um tribunal dos Estados Unidos decidiu no ano passado que qualquer venda deve permitir que a coleção seja mantida junta.

(Por Arpita Mukherjee, com reportagem adicional de Krithika Krishnamurthy)