Ao lançar livro "adulto", J.K. Rowling faz piada com "50 Tons"

quarta-feira, 17 de outubro de 2012 20:12 BRT
 

NOVA YORK, 17 Out (Reuters) - Promovendo seu primeiro romance "adulto", "The Casual Vacancy", a escritora J.K. Rowling, criadora da série "Harry Potter", acha interessante que a ficção "adulta" mais famosa do momento seja a trilogia erótica "50 Tons de Cinza". Mas, diz ela, há uma grande diferença.

"A diferença deveria ser que, neste livro, as pessoas fazem sexo, mas ninguém realmente aproveita", disse ela, referindo-se à própria obra, durante uma leitura na noite de terça-feira em Nova York.

Rowling prefere chamar seu livro de "romance para maduros", e observou que não deseja que seus leitores pensem que ela passou do mundo mágico de Hogwarts para algo que tenha a ver com a popular obra erótica de E.L. James.

"The Casual Vacancy" se passa numa cidadezinha inglesa dominada por preconceitos de classe, e aborda temas "maduros" como sexo entre adolescentes, dependência em drogas e abusos domésticos. Lançado em setembro, o romance recebeu críticas ambíguas, mas já encabeça listas de best-sellers no mundo todo.

Muitos pais do mundo todo se perguntam a partir de que idade seus filhos devem ler "The Casual Vacancy". A resposta dela na terça-feira: "Eu pessoalmente ficaria confortável com o direito de alguém de 14 ou 15 anos ler esse livro" - não menos do que isso.

Ela aconselhou que os pais permitam que seus filhos encarem seus medos por meio da literatura, e alertou para não blindá-los contra certos tipos de livros. "É muitíssimo errado censurar desse ponto de vista o que uma criança lê."

"Se você está dizendo para alguém que a coisa que está na sua imaginação é errado, perigoso e ruim, acho que você está dizendo para essa criança: ‘Você é errada, perigosa e ruim'. Fale a respeito, sinta, e então dissipe isso."

(Reportagem de Christine Kearney)

 
Escritora J.K. Rowling posa para fotógrafos durante evento para promover seu novo livro "The Casual Vacancy" em Nova York. Rowling, criadora da série "Harry Potter", acha interessante que a ficção "adulta" mais famosa do momento seja a trilogia erótica "50 Tons de Cinza". Mas, diz ela, há uma grande diferença. 17/10/2012 REUTERS/Carlo Allegri