Espanhol Jordi Ruiz ganha prêmio Taylor Wessing de Retrato Fotográfico

segunda-feira, 5 de novembro de 2012 19:28 BRST
 

LONDRES, 5 Nov (Reuters) - O fotógrafo espanhol Jordi Ruiz Cirera ganhou o Prêmio Taylor Wessing de Retrato Fotográfico, em Londres, com a imagem de uma jovem boliviana que, por causa do seu conservadorismo religioso, se posiciona de forma desconfortável diante da câmera.

Ruiz, 28 anos, radicado em Londres, era um dos quatro finalistas do prêmio anual coordenado pela Galeria Nacional de Retratos. A honraria, com uma dotação de 12 mil libras (19,2 mil dólares), foi entregue na segunda-feira na galeria.

Mais de 2.350 fotógrafos se inscreveram para o prêmio, e um júri selecionou então 60 retratos, que ficarão expostos de 8 de novembro até 17 de fevereiro.

A imagem ganhadora mostra uma boliviana de 26 anos, chamada Margarita Teichroeb, que aparece sentada junto à mesa de uma cozinha, cobrindo parcialmente o rosto enquanto olha para a câmera.

A foto era parte de uma série chamada "Menonos", em que o fotógrafo documenta o cotidiano da comunidade boliviana dos cristãos menonitas, um grupo recluso e pacifista.

Ruiz viajou várias vezes à América do Sul, conquistando gradualmente a confiança dos menonitas. "Eu queria que Margarita olhasse para a câmera, mas isso era um problema para ela, acho que por isso ela está cobrindo parcialmente o rosto. Sua expressão desconfortável diz muito sobre a tradição, isolamento e estilo de vida da sua comunidade."

Ele explicou que parte da comunidade proíbe registros fotográficos.

A foto premiada foi feita com câmera digital, usando apenas luz ambiente.

(Reportagem de Mike Collett-White)