Rainha Elizabeth cobrará entrada para feira da coroação no jardim real

terça-feira, 20 de novembro de 2012 12:03 BRST
 

Por Mike Collett-White

LONDRES, 20 Nov (Reuters) - Num rompimento com a tradição, os visitantes terão de pagar para entrar nos jardins da residência da rainha Elizabeth em Londres, onde uma feira comercial e uma série de concertos serão realizados para comemorar os 60 anos da coroação dela, ocorrida em 1953.

Membros do público costumam entrar no amplo espaço verde atrás do imponente Palácio de Buckingham, mas eles normalmente não pagam, pois são recebidos como convidados para festas no jardim ou em ocasiões especiais, como o piquenique do Jubileu de Diamante, no começo do ano.

Mas em julho do ano que vem, cerca de 60 mil visitantes poderão entrar nos jardins se conseguirem comprar entradas para uma feira comercial organizada pela Royal Warrant Holders Association (RWHA), a entidade que decide que empresas receberão a cobiçada certificação de fornecedor de produtos para a Casa Real.

O Festival da Coroação será realizado de 11 a 14 de julho e as pessoas que quiserem um tíquete para visitar as barracas da feira que ficarão nos jardins do palácio pagarão 30 libras (48 dólares), enquanto os que esperam participar de uma das três noites de gala terão de arcar com 90 libras em cada uma.

As entradas começam a ser vendidas em 16 de dezembro. Os eventos de 11 de julho são somente para convidados;

"Esta será a primeira vez que realizaremos um evento desse tipo nos jardins do Palácio de Buckingham", disse David Walker, mestre da Casa Real, em entrevista à imprensa no palácio, nesta terça-feira.

Quando lhe perguntaram se a família real deveria cobrar do povo por usar o jardim, ele respondeu: "Isto tem de se sustentar pelos próprios pés comercialmente, e é um evento muito caro."

As empresas com o selo real de aprovação têm de pagar para ter uma barraca na feira, segundo a RWHA.