Espólios de J.R.R. Tolkien processam Warner Bros por infração de direitos autorais

quarta-feira, 21 de novembro de 2012 14:31 BRST
 

Por Eric Kelsey

LOS ANGELES, 21 Nov (Reuters) - A entidade Tolkien Estate, que gere os espólios do autor de "O Senhor dos Anéis" J.R.R. Tolkien, e a editora HarperCollins entraram com um processo de 80 milhões de dólares contra os estúdios da Warner Bros por causa do licenciamento de personagens e tramas em jogos e apostas online baseados nos filmes.

O processo, que foi registrado na Corte Federal do Distrito de Los Angeles na segunda-feira, afirma que a Warner Bros e sua subsidiária New Line Cinema - que possui os direitos de merchandising das marcas "O Senhor dos Anéis" e "O Hobbit" - infringiu os direitos autorais ao licenciar máquinas de apostas em cassinos, apostas online, jogos e downloads.

A entidade de Tolkien acusa a Warner Bros., uma unidade da Time Warner Inc., de "conduta infratora".

"Não apenas a produção de jogos de apostas excedem claramente o escopo dos direitos do acusados, mas esta conduta infratora enfureceu a devota base de fãs de Tolkien, causando um dano irreparável para o legado e reputação de Tolkien e a valiosa boa vontade gerada por seus trabalhos", citou o processo.

O documento afirmou que a Warner Bros. ganhou milhões de dólares com a receita de licenciamento de merchandise legal relacionado à trilogia dos filmes "O Senhor dos Anéis", que faturaram quase 3 bilhões de dólares nas bilheterias globais.

O órgão responsável pelo patrimônio do falecido autor britânico e a HarperCollins, uma divisão da News Corp, estão pedindo pelo menos 80 milhões de dólares em danos.

Representantes dos estúdios, de Tolkien e da HarperCollins não estavam imediatamente disponíveis para comentar.

O processo ocorre uma semana antes da estreia na Nova Zelândia de "O Hobbit: Uma Jornada Inesperada", o primeiro de uma nova trilogia de filmes que retornam ao mundo de elfos, goblins e mágicos, baseado no romance "O Hobbit" que antecedeu o "O Senhor dos Anéis".

 
Foto de arquivo mostra atores do elenco do filme "Senhor dos Anéis" em Wellington, nos EUA. A entidade Tolkien Estate, que gere os espólios do autor de "O Senhor dos Anéis", J.R.R. Tolkien, e a editora HarperCollins entraram com um processo de 80 milhões de dólares contra os estúdios da Warner Bros por causa do licenciamento de personagens e tramas em jogos e apostas online baseados nos filmes. 02/12/2003 REUTERS/Stringer