13 de Dezembro de 2012 / às 12:57 / em 5 anos

Lendas do rock fazem show para vítimas do Sandy em Nova York

Richie Sambora (E), Jon Bon Jovi e Bruce Springsteen (D) em performance no show beneficente "12-12-12" para as vítimas da supertempestade Sandy, no Madison Square Garden, em Nova York. 12/12/2012 REUTERS/Lucas Jackson

Por Christine Kearney e Edith Honan

NOVA YORK, 13 Dez (Reuters) - Bruce Springsteen, Jon Bon Jovi e os Rolling Stones participaram na quarta-feira de um show beneficente para as vítimas da supertempestade Sandy, que assolou o nordeste dos EUA seis semanas atrás.

Músicos, atores e comediantes passaram em grande número pelo palco do Madison Square Garden durante as quase cinco horas do espetáculo “12-12-12” (em alusão à data, 12 de dezembro de 2012). Organizadores disseram que ele foi visto por quase 2 bilhões de pessoas no mundo, via TV, rádio e internet.

“Como eu recomeço? Minha cidade está em ruínas”, cantou Springsteen para o público que lotava o local. Jon Bon Jovi, nascido em Nova Jersey, se juntou a ele para cantar “Born to Run”, primeiro de uma série de duetos da noite.

Em seguida, Roger Waters, do Pink Floyd, se apresentou com Eddie Vedder, do Pearl Jam, e Paul McCartney dividiu o palco com os remanescentes da banda Nirvana.

“Essa deve ser a maior coleção de velhos músicos ingleses jamais reunida no Madison Square Garden”, disse Mick Jagger, dos Stones. A cinquentenária banda, em miniturnê pelos EUA, cantou “You Got Me Rocking” e “Jumpin’ Jack Flash”.

Chris Martin, do Coldplay, sugeriu em tom de brincadeira que o público fizesse doações em dinheiro acompanhando a média etária dos artistas. “E acho que a gente vai arrecadar bilhões”, afirmou.

Para ajudar na arrecadação, celebridades como Kristen Stewart, Jake Gyllenhaal, Chelsea Clinton e Billy Crystal participaram de uma maratona televisiva durante o show.

Nos bastidores do show, a atriz Susan Sarandon contou ter ficado sem energia na sua casa, em Nova York, por causa da tempestade de outubro, mas observou que esse foi um contratempo pequeno em comparação ao drama de quem perdeu suas casas.

Steven Van Zandt, guitarrista da E Street Band, criticou no show “as companhias petrolíferas” e “os caras de Wall Street” por não prestarem ajuda suficiente. “Embora o negócio da música não seja mais o que era... nos orgulhamos de estar aqui”, afirmou.

Mais de 130 pessoas morreram por causa da passagem pelo Sandy nos EUA. Milhares ficaram desabrigados, e os prejuízos atingem bilhões de dólares.

Perto do final do show, os organizadores disseram ter arrecadado 30 milhões de dólares de patrocínios, venda de ingressos e doações. O total disponibilizado em doações via telefone ainda vai demorar a ser calculado, segundo um porta-voz da Fundação Robin Hood, principal beneficiária.

Reportagem adicional de Piya Sinha-Roy

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below