4 de Janeiro de 2013 / às 15:43 / 5 anos atrás

Banda de folk pop Haim lidera esperança de renovação das paradas em 2013

Por Mike Collett-White

LONDRES, 4 Jan (Reuters) - Três irmãs de Los Angeles produzindo folk pop divertido e contagiante podem ser o estimulante que as músicas das paradas precisam para sair do que alguns especialistas chamam de crise criativa.

No momento em que os canais de música, jornalistas e gravadoras intensificam sua busca pelo “próximo grande sucesso” de 2013, as irmãs da banda Haim, inspirada no grupo britânico Fleetwood Mac, apareceram em um número crescente de listas produzidas no início de cada ano.

Isso inclui o levantamento “Brand New for 2013” (“Novíssimo para 2013”) da MTV, o primeiro lugar da pesquisa “Sound of 2013” (“Som de 2013”) da BBC nesta sexta-feira, decidida por mais de 200 especialistas, e também a capa da edição de música nova da revista NME esta semana.

Matt Wilkinson, editor de novas bandas na NME, estava otimista sobre a música indie em 2013 porque os grupos que estão surgindo, como a Haim, têm uma atitude de sucesso, ao contrário das estrelas mais “relutantes” do passado.

“A diferença (dos últimos tempos) é que eles querem ser estrelas pop, quero estar na capa da NME, querem criar seu próprio espaço e querem ser número 1”, disse ele à Reuters. “Faz um bom tempo desde que as bandas realmente queriam fazer isso.”

A Haim é composta de Este, Alana e Danielle, todas de 20 e poucos anos, que são enérgicas e fotogênicas, e assinaram com a gravadora Polydor na Grã-Bretanha.

VOLTA DO INDIE?

Dividindo com a Haim a capa da NME sobre música nova está o Palma Violets, um quarteto indie de Londres também listado na pesquisa anual da BBC, cujos vencedores do passado incluem a rainha das paradas Adele e 50 Cent.

A morte ou não do rock indie tem sido discutido quase obsessivamente pela imprensa musical britânica ao longo dos anos, mas George Ergatoudis, chefe de música na Radio 1, da BBC, bravamente previu que “grupos de rock e guitarra alternativa vão descobrir o gosto do público pendendo para o seu caminho” em 2013.

Se isso for verdade, os grupos que devem se beneficiar incluem dois quartetos de Birmingham - Peace e Swim Deep --, duas bandas de Londres - o grupo feminino de pós-punk Savages e os roqueiros alternativos do Bastille --, e dois grupos irlandeses, o Kodaline e o Little Green Cars.

Assim como nos anos anteriores, uma área com o maior potencial de liderar as paradas ao redor do mundo é a de cantoras.

Provocando a maior agitação até agora está Angel Haze, uma rapper dos EUA cujas letras sexualmente explícitas e sua maneira assertiva a colocaram no caminho do estrelato, ajudada pelo sucesso de seu álbum “Reservation”, que se baseia em sua herança nativa americana.

No outro extremo do espectro musical vem Gabrielle Aplin, uma cantora e compositora que formou uma onda de seguidores na Internet ao postar versões acústicas antes de assinar com uma grande gravadora.

Aplin já conquistou um topo das paradas na Grã-Bretanha com sua versão de “The Power of Love”, de Frankie Goes to Hollywood, que foi usada em um comercial de John Lewis.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below