Schwarzenegger está de volta a Hollywood

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013 13:43 BRST
 

Por Ronald Grover e Zorianna Kit

LOS ANGELES, 7 Jan (Reuters) - Arnold Schwarzenegger está de volta. Um ano depois de deixar o gabinete do governo da Califórnia e tornar-se alvo dos tablóides por engravidar uma governanta da família e se separar de sua esposa, Maria Shriver, o ex-fisiculturista de 65 anos vai estrelar nada menos que três filmes ao longo dos próximos 12 meses.

Provavelmente, nenhum deve render um Oscar a Schwarzenegger. Na verdade, os filmes, e o próprio salário do astro de "Exterminador do Futuro", são de baixo custo em comparação aos seus grandes sucessos globais do passado.

Mas executivos do estúdio apostam que os fãs estrangeiros mais uma vez responderão a uma personalidade cujos 24 filmes geraram vendas mundiais nas bilheterias de 3,9 bilhões de dólares, de acordo com boxoffice.com.

"Ele ainda é uma estrela mundial que ressoa com o público de ação em todo o mundo", disse Rob Friedman, copresidente do grupo Lionsgate, que deve lançar seus próximos dois filmes. "The Last Stand" será lançado em 18 de janeiro e "The Tomb", em setembro.

"Ten", o terceiro filme, está programado para lançamento em janeiro de 2014 pela Open Road Films, uma joint venture das cadeias AMC e Regal Theater.

"Quando você deixa a indústria do cinema por sete anos, é um pouco assustador voltar porque você não sabe se você é aceito ou não", disse Schwarzenegger em um evento para a imprensa no sábado para "The Last Stand".

"Pode haver toda uma nova geração de estrelas de ação que surgiram nesse meio tempo."

O ator disse que estava "muito surpreso" com o que chamou de uma "grande reação" à sua participação especial no filme de ação de 2010 "Os Mercenários", que contou com as estrelas Sylvester Stallone e Jason Statham. O filme arrecadou 103,1 milhões de dólares em vendas de ingressos nos EUA e 274,5 milhões de dólares em todo o mundo.   Continuação...

 
Ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger apresenta seu livro “Total Recall' durante coletiva de imprensa em feira de livros em Frankfurt, em outubro de 2012. Um ano depois de deixar o gabinete do governo da Califórnia e tornar-se alvo dos tablóides por engravidar uma governanta da família e se separar de sua esposa, Maria Shriver, o ex-fisiculturista de 65 anos vai estrelar nada menos que três filmes ao longo dos próximos 12 meses. 10/10/2012 REUTERS/Ralph Orlowski