Diretor de "Serpentes a Bordo" é encontrado morto na África do Sul

terça-feira, 8 de janeiro de 2013 20:38 BRST
 

JOHANESBURGO, 8 Jan (Reuters) - David R. Ellis, o ator-mirim e ex-dublê que se tornou diretor de filmes sangrentos, incluindo "Serpentes a Bordo", foi encontrado morto num hotel de Johanesburgo.

Ellis, de 60 anos, foi visto vivo pela última vez num restaurante no sábado. Seu corpo foi encontrado morto no banheiro pelo gerente do hotel no fim de semana. Não havia sinais de violência ou assalto, informou a polícia em comunicado nesta terça-feira.

"Não se sabe qual foi a causa da morte", informou a polícia sul-africana.

Ellis estava na África do Sul para a gravação de um filme.

O filme "Serpentes a Bordo", de 2006, sobre répteis que atacam passageiros durante um voo provocando mortes violentas, gerou várias paródias, um grande frenesi na Internet e foi um dos filmes mais comentados daquela temporada de verão no Hemisfério Norte.

O protagonista do filme, o ator Samuel L. Jackson, chegou a ameaçar desistir do projeto quando o estúdio quis mudar o nome do filme. Ele alegou que decidiu participar do longa por causa do título.

"Tão talentoso, tão gentil, um grande amigo. Sentiremos a falta dele. Foi cedo demais!", escreveu Jackson em sua conta no Twitter nesta terça-feira.

(Reportagem de Jon Herskovitz)

 
O diretor de cinema David R. Ellis participa da pré-estreia do filme "Serpentes a Bordo" em Hollywood, nos Estados Unidos, em agosto de 2006. 17/08/2006 REUTERS/Mario Anzuoni