9 de Janeiro de 2013 / às 22:54 / em 5 anos

Comediantes vão dominar apresentação do Oscar e do Globo de Ouro

Por Zorianna Kit

LOS ANGELES, 9 Jan (Reuters) - Todos os olhos estão voltados para três comediantes de TV que apresentarão os dois mais importantes prêmios de Hollywood em 2013.

Em 13 de janeiro, as atrizes Tina Fey e Amy Poehler serão pela primeira vez as apresentadoras dos Globos de Ouro, prêmios destinados a produções de cinema e TV. Em 24 de fevereiro, Seth MacFarlane, criador e dublador de "Family Guy", estreará na função de apresentador do Oscar.

Um apresentador pode representar o sucesso ou ruína de uma cerimônia. Quando ele é bom, faz a programação avançar, mantém a plateia interessada e é chamado outras vezes, caso do falecido Bob Hope, que apresentou 19 edições do Oscar, um recorde.

Já o apresentador que fracassa fica para sempre lembrado por piadas das quais ninguém ri, como a repetitiva "Oprah, Uma; Uma, Oprah", de David Letterman, em 1995.

Os Globos de Ouro passaram 15 anos sem apresentador, até 2010, quando o agressivo comediante britânico Ricky Gervais, criador de "The Office", foi chamado.

Em suas três oportunidades, ele cutucou gente como Mel Gibson, Robert Downey Jr., os membros da Igreja da Cientologia e os próprios organizadores da festa, a Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, na sigla em inglês). O fato, porém, é que ele ajudou a dar repercussão à cerimônia.

A escolha de Fey, de 42 anos, e Poehler, de 41, "dá uma cara mais simpática aos Globos", disse à Reuters Scott Feinberg, da publicação Hollywood Reporter.

"Havia um desejo por parte da HFPA de se afastar do humor mais mordaz que Ricky Gervais trouxe nos últimos três anos", disse ele. "Tina Fey e Amy Poehler podem zoar (os astros) sem parecerem mal intencionados, como às vezes acontecia com Ricky Gervais."

Fey e Poehler certamente são uma escolha promissora. Amigas de longa data, elas têm química e experiência comprovada fazendo TV ao vivo, no programa "Saturday Night Live". Também contracenaram no cinema em comédias como "Meninas Malvadas" e "Uma Mãe para Meu Bebê".

Mas Tom O'Neil, do site GoldDerby.com, especialista em prever prêmios, alerta que a cerimônia não ficará mais branda só porque "um par de garotas" irá apresentá-lo.

"Tina Fey é uma comediante diabólica", disse ele. "Ela parece ser essa garota doce e sorridente, mas lembre-se, há uma 'Garota Malvada' dentro dela."

Ele considera que ela irá seguir a linha de Gervais, "mas sem passar do limite". "Ela vai até a borda. A combinação de Amy e Tina promete ser uma noite memorável."

Já a escolha de MacFarlane pela Academia de Ciências e Artes Cinematográficas, que concede o Oscar, é uma volta à tradição de ter um comediante no centro da cerimônia, embora desta vez ele seja mais jovem e ousado.

MacFarlane, de 38 anos, que faz sucesso na Fox há 11 temporadas com "The Family Guy", estreou no ano passado nos longas-metragens com "Ted", como diretor, corroteirista e dublador. "Ted" foi o filme proibido para menores com maior faturamento em 2012.

"Ele é aceito como sendo suficientemente talentoso para estar na sala (com os astros que disputam o Oscar), mas não é um deles", disse Feinberg. "Ele tem suficiente distanciamento para ir atrás disso de uma forma engraçada."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below