"Homeland" ganha melhor drama; "Girls" vence entre comédias no Globo de Ouro

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 11:14 BRST
 

Por Piya Sinha-Roy

BEVERLY HILLS, 14 Jan (Reuters) - O suspense psicológico pós-11 de Setembro "Homeland" foi o grande vencedor do Globo de Ouro para melhor série de televisão dramática pela segunda temporada consecutiva, no domingo, enquanto a ousada nova série "Girls", com sua garotas de 20 e poucos anos vivendo em Nova York, levou o prêmio de melhor série de comédia.

"Homeland" ganhou melhor drama e os prêmios de melhor ator para Damian Lewis, que interpreta um veterano do Iraque transformado pela Al Qaeda, e o de melhor atriz para Claire Danes, em seu papel como uma agente da CIA bipolar.

"Todos nós nos matamos para viver a euforia da primeira temporada, e isso me diz que talvez nós não estragamos tudo", disse o produtor executivo da série, Alex Gansa, que está em sua segunda temporada no canal a cabo Showtime.

Mas o Globo de Ouro, entregue pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood para cinema e televisão, tomou um caminho diferente para comédia, escolhendo a série da HBO "Girls" ao invés do sempre favorito "Modern Family".

A criadora e roteirista de "Girls", Lena Dunham, foi eleita melhor atriz de série de comédia, em que uma jovem de 26 anos despe-se tanto fisicamente como emocionalmente.

Na categoria de minissérie ou filme para TV, o Globo de Ouro concedeu o prêmio a "Virada no Jogo", da HBO, uma versão sobre a ascensão meteórica de Sarah Palin, e sua subsequente queda na política norte-americana, como a integrante da chapa do candidato presidencial republicano John McCain na eleição de 2008.

Julianne Moore, que interpretou Palin com uma excepcional semelhança física, ganhou como melhor atriz em filme de TV, enquanto Ed Harris levou a estatueta de melhor ator coadjuvante por sua interpretação de McCain.

Kevin Costner ganhou como melhor ator em minissérie por "Hatfields e McCoys" sobre rivalidades entre famílias, enquanto Don Cheadle levou o prêmio de melhor ator em comédia de TV com "House of Lies", uma sátira mordaz do mundo de consultores de gestão.

A veterano atriz britânica Maggie Smith ganhou como melhor atriz coadjuvante por sua interpretação de uma mordaz condessa viúva, no popular drama de época "Downton Abbey".