Secretário "bonitão" do papa é estrela da capa da Vanity Fair

terça-feira, 15 de janeiro de 2013 15:12 BRST
 

Por Philip Pullella

ROMA, 15 Jan (Reuters) - O arcebispo Georg Ganswein, secretário particular do papa Bento 16, que foi apelidado de "Gorgeous George" ("George Bonitão") pelos meios de comunicação italianos, virou estrela da capa da Vanity Fair.

A capa da edição italiana da revista mostra o arcebispo de 56 anos sorrindo, seus olhos azuis brilhando, acima de uma manchete que diz "Padre Georg - Não é pecado ser bonito".

A revista chama Ganswein de "O George Clooney de São Pedro" e diz que dedicou uma reportagem de capa para honrar a sua recente promoção ao posto de arcebispo e como reconhecimento do seu poder crescente na Igreja Católica Romana.

Uma porta-voz da revista explicou que Ganswein não foi entrevistado para o artigo e não posou para a foto da capa, que foi uma aproximação de uma fotografia existente.

Ganswein, que é o secretário pessoal de Bento 16 desde que o ex-cardeal Joseph Ratzinger foi eleito líder católico romano em 2005, foi elevado à categoria de arcebispo no início deste mês.

Alemão como o papa, ele também foi promovido para o cargo de Prefeito da Casa Pontifícia, uma posição que irá aumentar significativamente seu poder conforme o papa fica mais velho e mais frágil.

Como prefeito, Ganswein --já uma das figuras mais conhecidas e poderosas na corte papal-- irá organizar todas as audiências públicas e privadas do papa e sua programação diária.

E, como ele vai manter seu emprego de secretário-particular-chefe, ele terá ainda mais poder para decidir quem tem acesso ao papa de 85 anos de idade.

A Vanity Fair disse que o artigo sobre Ganswein era um "perfil de um monsenhor particular". A revista estará à venda na quarta-feira.