Músicos do Mali gravam canção pela paz em meio a conflito no país

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013 18:50 BRST
 

LONDRES, 18 Jan (Reuters) - Dezenas de músicos do Mali, inclusive os mundialmente famosos Amadou e Mariam, Vieux Farka Touré e Toumani Diabate, gravaram uma canção pela paz em resposta ao agravamento do conflito em seu país.

"O povo malinês olha para nós", disse em nota o cantor Fatoumata Diawara, organizador do projeto. "Ele perdeu a esperança na política. Mas a música sempre trouxe esperança para o Mali."

O Mali tem uma rica tradição musical e muitos dos seus artistas são conhecidos no circuito internacional. A dupla Amadou e Mariam já vendeu milhões de discos no mundo todo.

Mas, quando militantes islâmicos tomaram no ano passado o norte do país, eles proibiram qualquer forma de música que não sejam versos corânicos, perseguiram músicos e destruíram instrumentos e aparelhos de som.

O conflito se intensificou nos últimos dias com a intervenção de forças francesas e africanas que contiveram o avanço dos rebeldes rumo à capital, Bamako.

O grupo Vozes Unidas do Mali inclui ainda Oumou Sangare, Bassekou Kouyate e Djelimadi Tounkara, entre outros.

A letra da canção "Mali-ko (Peace/La Paix)", em francês, alude diretamente à situação no norte: "Tanta catástrofe, tanta desolação. Querem nos impor a sharia . Diga ao Norte que o nosso Mali é uma só nação, indivisível!"

(Reportagem de Angus MacSwan)