Rihanna vai a audiência judicial do namorado Chris Brown

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 09:39 BRST
 

LOS ANGELES, 7 Fev (Reuters) - Um juiz de Los Angeles solicitou, na quarta-feira, um novo relatório sobre a adesão do rapper Chris Brown ao serviço comunitário ao qual foi condenado por agredir em 2009 sua namorada, a cantora Rihanna. Promotores acusaram Brown de ter burlado o cumprimento da pena.

Rihanna acompanhou Brown ao tribunal, para demonstrar apoio ao homem que confessou tê-la agredida há quatro anos. Recentemente, ela confirmou ter reatado o relacionamento com ele.

Brown cumpre pena de cinco anos sob liberdade condicional, e no ano passado concluiu os 180 dias de serviço comunitário e de aconselhamento sobre a violência doméstica.

Mas promotores disseram que os registros sobre a prestação do serviço comunitário contêm "discrepâncias significativas, indicando, na melhor das hipóteses, uma documentação inconsistente, e, na pior, relatos fraudulentos".

Brown passou a audiência inteira sem demonstrar emoções, com as mãos dobradas em uma jaqueta preta. Rihanna estava sentada atrás dele, usando blusa branca e calça preta.

O juiz James Brandlin determinou que Brown se reúna com o agente responsável pela liberdade vigiada, a fim de esclarecer os pontos levantados pela promotoria.

(Reportagem de Eric Kelsey)