Morrisey veta venda de carne em local do seu show em Los Angeles

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 20:45 BRT
 

LOS ANGELES, 19 Fev (Reuters) - O cantor britânico Morrisey convenceu uma casa de espetáculos de Los Angeles, nos Estados Unidos, a não vender carnes em suas instalações durante seu show no mês que vem.

O ex-vocalista da banda The Smiths, histórico ativista dos direitos dos animais, pediu ao ginásio Staples Center que feche seus quiosques da rede McDonald's e suspenda a venda de carne em outros estabelecimentos na apresentação de 1º de março.

"Não vejam isso como uma vitória para mim, mas como uma vitória para os animais", disse o cantor de "Irish Blood, English Heart" em nota divulgada na segunda-feira.

Morrisey disse ainda que convenceu as empresas que operam o local a doarem parte da bilheteria do show à entidade Peta, que luta pelos direitos dos animais.

O artista de 53 anos, coautor da canção chamada "Meat Is Murder" (Carne é homicídio), de 1985, adiou no mês passado uma série de shows na América do Norte, depois de ser hospitalizado com uma úlcera hemorrágica.

(Reportagem de Eric Kelsey)