25 de Fevereiro de 2013 / às 01:02 / 5 anos atrás

Celebridades chegam ao tapete vermelho para a festa do Oscar

A atriz Amy Adams, que concorre ao Oscar de melhor atriz coadjuvante, chega ao tapete vermelho para a cerimônia do Oscar, no Teatro Dolby, em Los Angeles, nos Estados Unidos, neste domingo. 24/02/2013 REUTERS/Lucy Nicholson

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES, 24 Fev (Reuters) - As maiores estrelas de Hollywood desfilaram e posaram no tapete vermelho do Oscar neste domingo, numa noite em que “Argo”, que retrata o drama de reféns norte-americanos durante a Revolução Iraniana, e “Lincoln”, história sobre o ex-presidente dos Estados Unidos, disputam arduamente o prêmio de melhor filme.

As indicadas para o Oscar Jessica Chastain, cintilante em um vestido tomara-que-caia dourado Armani Privé, e Amy Adams, num modelo cinza sem alças de Oscar de la Renta, estavam entre as primeiras a caminhar pelos 150 metros de tapete vermelho, sob um sol forte no fim de tarde em Los Angeles.

Quvenzhané Wallis, de 9 anos e candidata ao Oscar de melhor atriz pelo filme alternativo “Indomável Sonhadora”, levou uma bolsa em formato de filhote de cachorro, para o deleite dos mais de 100 fotógrafos e cinegrafistas de todo o mundo.

Com muitos candidatos em condições de disputar os prêmios, vários grandes sucessos de bilheteria para se celebrar e um apresentador de primeira viagem, o imprevisível Seth MacFarlane, as surpresas darão o tom quando forem abertas as cortinas da 85a edição do Oscar.

Daniel Day-Lewis, no papel do ex-presidente dos Estados Unidos Abraham Lincoln, é considerado imbatível e prestes a se tornar o primeiro homem a conquistar três estatuetas do Oscar de melhor ator.

E um burburinho estava indicando uma possível virada na disputa para melhor atriz, com o aumento das chances de Emmanuelle Riva, de 86 anos, da França.

Riva, estrela do angustiante filme austríaco “Amor”, era tida até alguns dias atrás como cavalo fora do páreo numa corrida que tinha como principais favoritas Jessica Chastain, de “A Hora Mais Escura”, e Jennifer Lawrence, de “O Lado Bom da Vida”.

Uma vitória de Riva iria torná-la a pessoa mais idosa a ganhar um Oscar de melhor intérprete.

“Lincoln” chega à cerimônia do Oscar, de mais de três horas de duração, com 12 indicações, incluindo a de melhor diretor, para Steven Spielberg, que já ganhou a estatueta por duas vezes.

Mas sua condição de favorito a melhor filme foi prejudicada pela sucessão de prêmios obtidos nas últimas semanas por “Argo”, de Ben Affleck.

“É um ano interessante”, disse Matt Atchity, editor-chefe do site de cinema Rotten Tomatoes.

“Acho que ‘Argo’ provavelmente tem a melhor condição. Está certamente em seu grande momento. Ganhou muitos prêmios e acho que certamente é o filme do momento”, disse Atchity à Reuters.

Se “Argo” conquistar o prêmio principal, será a primeira produção a ganhar o Oscar de melhor filme sem que seu diretor tenha sido indicado para disputar como melhor diretor desde “Conduzindo Miss Daisy”, em 1990.

ANNE HATHAWAY, A FAVORITA

Na disputa pelo prêmio de melhor filme de 2012 estão o musical “Os Miseráveis”, a comédia “O Lado Bom da Vida”, a história de naufrágio “As Aventuras de Pi”, o suspense “A Hora Mais Escura” - sobre a captura de Osama bin Laden --, o faroeste da época da escravidão “Django Livre” e o filme alternativo “Indomável Sonhadora”, e “Amor”.

Em outras categorias, apenas Anne Hathaway é considerada uma aposta certa para levar para casa a estatueta dourada, depois passar fome e ter os cabelos cortados como atriz coadjuvante no papel da trágica Fantine, em “Os Miseráveis”.

Os especialistas no Oscar dizem que Steven Spielberg pode perder na categoria de diretor para o taiwanês Ang Lee, por sua façanha técnica e imaginativa ao filmar o fantástico “A Aventura de Pi”, com um elenco de animais exóticos.

E o Oscar de melhor ator coadjuvante poderá ir para qualquer um dos cinco indicados: Robert De Niro (“O Lado Bom da Vida”), Alan Arkin (“Argo”), Christoph Waltz (“Django Livre”), Tommy Lee Jones (“Lincoln”) e Philip Seymour Hoffman (“O Mestre”).

Os vencedores do Oscar são escolhidos em votação secreta por cerca de 5.800 membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood e o prêmio é entregue pessoalmente diante de uma plateia de 3.300 convidados, e com dezenas de milhões de pessoas acompanhando a cerimônia pela TV em todo o mundo.

Após vários anos com filmes premiados que tiveram pouco público, neste ano nove concorrentes de melhor filme arrecadaram mais de 2 bilhões de dólares em ingressos em todo o mundo.

Os produtores da cerimônia do Oscar estão prometendo um show de ritmo acelerado embalado com música e grandes performances. Mas o homem que primeiro receberá a atenção do público será MacFarlane, o comediante provocador mais conhecido pela série de TV “Family Guy” e um estreante como anfitrião do Oscar.

“Nós não temos como saber o que funciona até colocá-lo lá e ver com se sai diante de uma plateia”, disse o coprodutor da cerimônia Craig Zadan à Reuters.

“É um show ao vivo, e isso é sempre imprevisível. Depois que o trem parte da estação o que tiver de acontecer, acontece.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below