February 25, 2013 / 3:28 AM / 4 years ago

Anne Hathaway ganha Oscar de melhor atriz coadjuvante por "Os Miseráveis"

4 Min, DE LEITURA

Anne Hathaway ganha o Oscar de melhor atriz coadjuvante por seu trabalho em "Os Miseráveis", em Los Angeles, nos Estados Unidos, na madrugada desta segunda-feira. 25/02/2013Mario Anzuoni

LOS ANGELES, 25 Fev (Reuters) - Anne Hathaway ganhou o Oscar de melhor atriz coadjuvante por seu trabalho em "Os Miseráveis", durante a cerimônia de entrega dos Academy Awards, no Teatro Dolby, em Los Angeles, na madrugada desta segunda-feira.

Anne, de 30 anos, era a favorita para o Oscar nesta categoria. Ela seguiu uma rigorosa dieta de pasta de aveia seca para perder 11 quilos, teve seus longos cabelos cortados e passou seis meses aperfeiçoando a tarefa de chorar e cantar ao mesmo tempo para comovente interpretação de "I Dreamed a Dream ".

"Ele se tornou realidade", disse Anne ao receber a estatueta dourada.

Atriz norte-americana, Anne já havia sido indicada ao Oscar de melhor atriz em 2008, por seu papel em “O Casamento de Rachel”. Também atuou, entre outros, em "Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge", "O Diabo Veste Prada" e "O Diário da Princesa".

O enredo de "Os Miseráveis", inspirado no romance do autor francês Victor Hugo, em 1862, parte diretamente de sua adaptação musical de 1985 e já foi traduzida em mais de 20 línguas e assistida por mais de 60 milhões de pessoas em palcos de todo o mundo.

A história acontece em plena Revolução Francesa, quando Jean Valjean (Hugh Jackman) rouba um pão para matar a fome de sua irmã e acaba sendo preso e condenado a trabalhos forçados.

Depois de uma longa sentença de 19 anos, alguns acrescentados por tentativas de fuga, ele finalmente é libertado. Uma libertação que o obriga a se apresentar constantemente à Justiça e que, por conta de sua ficha criminal, na prática o impede de conseguir trabalho.

Perseguido sem tréguas por um obcecado inspetor, Javert (Russell Crowe), Valjean decide escapar deste círculo vicioso. Desaparece no mundo e ressurge, anos depois, com uma nova identidade, já como prefeito e industrial.

Seu destino se liga a Fantine (Anne Hathaway), operária demitida de sua fábrica por um supervisor, que caiu na miséria e na prostituição para sustentar uma filha, Cosette (quando menina, interpretada por Isabelle Allen).

A garota acaba se tornando responsabilidade de Valjean, que continua sua fuga, sempre perseguido por Javert.

Quando moça, Cosette (agora vivida por Amanda Seyfried), que desconhece a verdadeira história de seu protetor, apaixona-se por Marius (Eddie Redmayne), um dos estudantes envolvidos numa rebelião antimonarquista que caminha para um confronto trágico com os soldados do rei, em 1832.

O musical britânico "Os Miseráveis" projeta sua história recheada de sofrimento, fuga, paixão, renúncia e redenção. Mesmo não sendo cantores profissionais, todos os atores concordaram com cantar ao vivo, acompanhando as melodias executadas por pianistas no set através de fones de ouvido.

"Fica aqui a esperança de que algum dia, em um futuro não muito distante, os infortúnios de Fantine só sejam encontrados em histórias e nunca mais na vida real", disse a atriz.

Também disputavam o prêmio nesta categoria as atrizes Amy Adams (O Mestre), Sally Field (Lincoln), Helen Hunt (As Sessões) e Jacki Weaver (O Lado Bom da Vida).

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below