Caro, "Jack, o Caçador de Gigantes" desaponta nas bilheterias

domingo, 3 de março de 2013 16:44 BRT
 

3 Mar (Reuters) - "Jack, o Caçador de Gigantes", o primeiro filme de ação de grande orçamento deste ano, foi qualquer coisa a não ser um matador nas bilheteria deste final de semana.

"Jack", uma releitura do conto de fadas "João e o pé de feijão", conquistou a primeira colocação nas bilheterias domésticas, com 28 milhões de ingressos vendidos nos cinemas dos EUA e Canadá, de acordo com estimativas do estúdio do filme compiladas pela Reuters neste domingo.

Mas este foi um começo decepcionante para o filme em 3D que custou 189 milhões de dólares para ser produzido, além de dezenas de milhões de dólares a mais para publicidade.

"Jack, o Caçador de Gigantes" também arrecadou 13,7 milhões de dólares de 1.824 telas em 10 mercados asiáticos.

A comédia "Identity Thief" levou 9,7 milhões, conquistando a segunda colocação, e a nova comédia adulta "21 and Over" terminou em terceiro lugar nos rankings domésticos com 9 milhões de ingressos vendidos de sexta-feira a domingo.

A sequência de terror de baixo orçamento, "O Último Exorcismo Parte 2" ocupou o quarto lugar com 8 milhões de dólares, segundo estimativas do estúdio.

"Jack" claramente não registrou uma grande abertura de maneira nenhuma, disse Phil Contrino, vice-presidente/analista chefe da Boxoffice.com.

"Mas eu não me apressaria em chamar o filme de um fracasso financeiro ainda, já que o crescimento no exterior pode certamente salvar um filme, e eu acredito que este é um filme que pode se sair muito bem em outros países, e compensar o fato do lançamento norte-americano ter sido ligeiramente decepcionante."

O filme estrela Nicholas Hoult, um jovem fazendeiro que se aventura em uma terra de gigantes para salvar uma princesa que havia sido sequestrada. O filme foi recebido com sentimentos mistos pela crítica. Desde sexta-feira, 49 por cento das críticas recomendavam o filme no website Rotten Tomatoes.

A Warner Bros. acredita que "Jack" tenha uma performance melhor nos mercados exteriores, à medida em que o filme deve estrear em mais países nas próximas semanas. As vendas internacionais, particularmente para filmes de ação, podem ser duas vezes maiores ou mais.

(Reportagem de Lisa Richwine and Patricia Reaney)