Suspeito por ataque com ácido contra diretor do Bolshoi é detido na Rússia

terça-feira, 5 de março de 2013 14:18 BRT
 

Por Timothy Heritage

MOSCOU, 5 Mar (Reuters) - A polícia russa realizou buscas na casa de um dos principais bailarinos do Balé Bolshoi, nesta terça-feira, devido ao ataque com ácido que quase cegou o diretor artístico da companhia, e prendeu um homem suspeito de cometer a agressão.

A ação policial coordenada foi o primeiro sinal de progresso em direção para a resolução do crime que deixou Sergei Filin, de 42 anos, com queimaduras graves, depois que um agressor mascarado jogou ácido sulfúrico no rosto dele, do lado de fora de seu apartamento, no dia 17 de janeiro.

O ataque chocou um país acostumado a acertos de contas violentos e colocou em evidência as brigas internas em umas das principais instituições culturais do país. O envolvimento de qualquer um dos artistas aprofundaria a sensação de crise no Bolshoi.

Segundo a polícia, a casa na capital russa de Pavel Dmitrichenko, solista do Bolshoi que interpreta o papel principal no balé de Sergei Prokofiev 'Ivan, O Terrível', foi vasculhada. A polícia, no entanto, não disse se a busca indicava que ele estava sendo tratado como suspeito.

A polícia também informou que um suspeito não identificado foi detido nos subúrbios de Moscou na manhã de segunda-feira e levado para interrogatório. Fontes policiais disseram à imprensa russa que o homem era o suspeito de jogar ácido em Filin.

"Esta é uma boa notícia para nós", disse a porta-voz do Teatro Bolshoi, Katerina Novikova, sobre a detenção do suspeito.

"O Teatro Bolshoi espera que esta detenção hoje mostre que este crime será resolvido, pois é muito importante para todos nós, e estamos muito esperançosos de que o mentor, bem como o autor deste crime serão identificados."

Ela disse que não sabia o motivo para a busca no apartamento Dmitrichenko e não sabia de qualquer rixa entre ele e o diretor artístico.   Continuação...

 
Bailarino da companhia Bolshoi Pavel Dmitrichenko apresenta-se durante prévia do balé “Ivan, O Terrível” no Teatro Bolshoi, em Moscou, em novembro de 2012. A polícia russa realizou buscas na casa de um dos principais bailarinos do Balé Bolshoi, devido ao ataque com ácido que quase cegou o diretor artístico da companhia, e prendeu um homem suspeito de cometer a agressão. 4/11/2012 REUTERS/Anton Tarasov