Filme dos EUA destaca ligação entre educação de meninas e pobreza

sexta-feira, 8 de março de 2013 20:47 BRT
 

Por Patricia Reaney

NOVA YORK, 8 Mar (Reuters) - Um longa-metragem que estreou nesta semana nos EUA explora a ligação entre o avanço na educação de meninas nos países pobres e a luta contra a pobreza.

"Girl Rising" ("garota em ascensão") mistura documentário e ficção narrativa para mostrar o impacto da educação sobre a vida de nove meninas de países pobres - Camboja, Índia, Afeganistão, Egito, Etiópia, Peru, Serra Leoa, Nepal e Haiti.

"No filme você tem meninas reais basicamente interpretando a si mesmas em algumas histórias ficcionalizadas das suas próprias vidas", disse à Reuters o cineasta norte-americano Richard E. Robbins, diretor do filme. "Essas são histórias reais reimaginadas para focar na humanidade essencial das meninas."

Cada história foi escrita por uma autora do país de origem, e é narrada por alguma atriz conhecida. Cate Blanchett, Selena Gomez, Anne Hathaway, Salma Hayek e Meryl Streep estão entre as participantes.

As histórias incluem uma menina nepalesa submetida à servidão, uma criança obrigada a se casar com um homem muito mais velho, e uma haitiana determinada a voltar para a escola depois de perder sua casa no terremoto de 2010.

"Elas estão todas em circunstâncias diferentes", disse Robbins. "Algumas delas estão na escola. Algumas delas estão fora da escola. Todas estão lutando com obstáculos com os quais dezenas de milhões de meninas no mundo lutam - chegar à escola, permanecer na escola, aprender."

Robbins, um ex-jornalista de 43 anos, disse que até começar a pesquisar a pobreza não tinha pensado no vínculo disso com a educação das meninas.

"O que continuava aparecendo para mim na minha pesquisa sobre formas úteis de acabar com a pobreza global era a educação para meninas", disse Robbins, que concorreu ao Oscar em 2007 com o documentário "Operation Homecoming: Writing the Wartime Experience".   Continuação...