Christie's oferece obra incomum de Aníbal feita por Poussin

sexta-feira, 15 de março de 2013 16:25 BRT
 

LONDRES, 15 Mar (Reuters) - A casa de leilão Christie's irá oferecer em julho uma pintura incomum do artista francês clássico Nicolás Poussin retratando o general cartaginês Aníbal escarranchado sobre um elefante, esperando obter de 3 a 5 milhões de libras (4,5 a 7,5 milhões de dólares).

A obra do início da carreira não é considerada uma das melhores do artista e era pouco conhecida até que apareceu em público em uma exposição em Rouen, no norte da França, em 1961.

Mas a casa de leilão está esperando que sua procedência -a pintura estava originalmente na coleção do maior patrono de Poussin em Roma, o estudioso Cassiano dal Pozzo- ajude a aumentar o interesse quando for a martelo em Londres, em 2 de julho.

"Foi pintada depois que ele chegou a Roma e ele obviamente a desenvolveu conforme sua carreira progredia", disse Georgina Wilsenach, chefe das pinturas britânicas e dos antigos mestres na Christie's.

"Não acho que tire o seu apelo", acrescentou. "É bem incomum. Em termos das obras (de Poussin) que vão a leilão, acho que a maioria é de pinturas religiosas ou sujeitos mitológicos".

A tela, que data de meados de 1620 e mede cerca de 1 metro por 1,35 metro, mostra Aníbal sobre um elefante liderando suas tropas na viagem fictícia da península Ibérica até o norte da Itália, através dos Alpes, para atacar as forças romanas na Segunda Guerra Púnica.

A imagem dramática de um artista famoso por obras como "A Morte de Germanicus" e "O Rapto das Sabinas" foi adquirido por Cassiano pela então extravagante soma de 40 escudos.

Segundo a Christie's, o patrono de Poussin pagou mais por Aníbal em uma suposta tentativa de ajudar o artista, que tinha adoecido gravemente em Roma e, incapaz de trabalhar, se encontrava sem um tostão.

(Reportagem de Mike Collett-White)