Carla Bruni faz defesa emotiva de Sarkozy

quarta-feira, 27 de março de 2013 14:07 BRT
 

PARIS, 27 Mar (Reuters) - A ex-primeira-dama francesa Carla Bruni saiu nesta quarta-feira em defesa do seu marido, Nicolas Sarkozy, dizendo ser impensável que ele pudesse ter enganado uma senhora para lhe tirar milhões de euros.

Em várias entrevistas à imprensa francesa, Bruni disse estar muito magoada com a investigação formal aberta na semana passada sobre as suspeitas de que o ex-presidente teria se aproveitado da fragilidade mental de Liliane Bettencourt, de 90 anos, herdeira da L'Oreal.

"É impossível imaginar que esse homem pudesse ter abusado da fragilidade de uma senhora da idade da mãe dele... é impensável", disse Bruni, com voz trêmula, à rádio RTL.

Sarkozy se afastou do cenário político depois de ser derrotado na tentativa de reeleição, em maio passado. Ele nega ter se aproveitado de Bettencourt, mulher mais rica da França, para angariar fundos para sua primeira eleição presidencial ,em 2007.

O ex-presidente escreveu nesta semana no Facebook que o inquérito contra ele é "injusto e infundado".

A defesa pública de Sarkozy feita por Bruni, que é cantora e ex-modelo, coincide com a divulgação do seu novo álbum, que será lançado em 1º de abril.

(Reportagem de Nicholas Vinocur)

 
Carla Bruni toca durante cerimônia do Echo Music Awards, em Berlim. A ex-primeira-dama francesa saiu em defesa do seu marido, Nicolas Sarkozy, dizendo ser impensável que ele pudesse ter enganado uma senhora para lhe tirar milhões de euros. 21/03/2013 REUTERS/Markus Schreiber/Pool