Rapper Gucci Mane é preso nos EUA por suposta agressão com garrafa

quarta-feira, 27 de março de 2013 13:02 BRT
 

ATLANTA, 27 Mar (Reuters) - O rapper Gucci Mane foi preso na Geórgia nesta quarta-feira por supostamente bater em um fã na cabeça com uma garrafa de champanhe em uma boate de Atlanta neste mês.

Mane, cujo nome verdadeiro é Radric Davis, entregou-se às autoridades na noite de terça-feira, de acordo com os registros do Departamento do Xerife do Condado de Fulton.

Mane, 33 anos, enfrenta uma acusação de agressão agravada depois de causar uma "grave laceração" no homem que ele bateu com uma garrafa de champanhe em 16 de março, de acordo com um relatório da polícia. O fã se aproximou de Mane e tentou iniciar uma conversa, disse a polícia. Mane deixou a casa noturna antes de a polícia chegar.

O incidente é o último de uma longa série de problemas legais para o rapper, que já apareceu em remixes com Black Eyed Peas e Usher.

Em 2001, Mane foi preso por posse de cocaína e passou 90 dias na cadeia. Ele cumpriu uma pena de seis meses de prisão em 2005, por agressão, e em 2009, foi preso por um ano por violar sua condicional no caso.

Um juiz da Geórgia condenou Mane a seis meses de prisão em 2011 depois que ele admitiu ter empurrado uma mulher para fora de seu carro.

(Reportagem de David Beasley)