James Bond atua "Solo" em novo livro de William Boyd

segunda-feira, 15 de abril de 2013 12:37 BRT
 

Por Shadia Nasralla

LONDRES, 15 Abr (Reuters) - O romance mais recente de James Bond será intitulado "Solo" e trará o espião mais famoso do mundo ficcional em uma missão não autorizada, no auge da Guerra Fria, disse o autor do livro nesta segunda-feira.

O enredo do livro centra-se na África, mas se estende à Europa e aos Estados Unidos, enquanto revela uma versão realista de Bond, de 45 anos, baseada na riqueza de detalhes biográficos retirados dos romances originais de Ian Fleming, disse o autor britânico William Boyd.

"Eventos conspiram para fazer Bond sair em uma missão autodesignada, sem aviso prévio e sem qualquer autorização. E ele está totalmente preparado para assumir as consequências de sua audácia", afirmou Boyd.

"Ele sai em uma missão real para países reais e o mundo em que ele está é totalmente 1969. Não há truques, é uma história de espionagem real... há uma razão muito precisa porque eu escolhi esse ano", acrescentou Boyd, negando-se a fazer mais comentários.

"Solo" será publicado na Grã-Bretanha em 26 de setembro pela Jonathan Cape --a editora original de Fleming-- e estará disponível pela HarperCollins, subsidiária da News Corp, nos Estados Unidos e Canadá a partir de 8 de outubro.

Embora sublinhando a influência duradoura do trabalho de Fleming, Boyd descreveu "Solo" como um de seus livros que acontece de ter Bond como personagem.

A versão cinematográfica do espião continua a ser um sucesso de bilheteria, com "Skyfall" tornando-se o primeiro filme oficial de Bond a arrecadar 1 bilhão de dólares em ingressos após seu lançamento no ano passado.

Boyd deve agradar os fãs dos romances originais, não apenas porque ele já tem dois romances de espionagem em seu nome, mas também porque ele pesquisou Bond e seu criador meticulosamente.   Continuação...