Galliano vai dar aula em escola de moda de Nova York

segunda-feira, 22 de abril de 2013 16:27 BRT
 

22 Abr (Reuters) - O estilista John Galliano continua tentando resgatar sua imagem pública e aceitou dar aula em uma das principais escolas de design de Nova York.

Galliano, que foi demitido da Dior em 2011 depois de ser flagrado por uma câmera fazendo comentários antissemitas em um café de Paris, vai ministrar um curso intitulado "Show Me Emotion" (mostre-me emoção) na Parsons The New School For Design, informou a escola na segunda-feira.

De acordo com a escola, a aula "será uma oportunidade dinâmica e íntima para os nossos alunos a aprender com um designer imensamente talentoso".

"Acreditamos que ao longo dos últimos dois anos Galliano demonstrou uma intenção séria de fazer as pazes por suas ações passadas", acrescentou a escola.

No início deste ano, o estilista britânico de 52 anos, considerado um dos nomes mais talentosos e criativos da moda, passou várias semanas trabalhando no estúdio de Oscar de la Renta em Nova York, preparando o desfile de De la Renta para a semana de moda de Nova York em fevereiro.

Em 2011, um tribunal francês determinou que Galliano pagasse 8.000 dólares depois que ele foi considerado culpado por comportamento antissemita. Galliano disse que a dependência das drogas e do álcool o deixou fora de controle e que ele está determinado a melhorar.

A Parsons disse que os alunos "terão a oportunidade de se envolver em uma conversa franca com o Sr. Galliano sobre os desafios e as complicações de liderar uma casa de moda no século 21."

Depois de sua demissão da Dior, Galliano criou o vestido de casamento da modelo britânica Kate Moss.

(Reportagem de Chris Michaud)