Exposição em Nova York celebra influência do punk na moda

segunda-feira, 6 de maio de 2013 18:13 BRT
 

NOVA YORK, 6 Mai (Reuters) - Com couro preto, jaquetas de tachas, jeans rasgados e mensagens de rebeldia e anarquia, os punks da década de 1970 provavelmente nunca imaginaram que um grande museu iria celebrar sua influência na moda 40 anos depois.

Mas o Costume Institute do Metropolitan Museum of Art está fazendo exatamente isso com uma nova exposição, "Punk: Chaos to Couture" (Punk: Caos para a Alta-Costura, em tradução livre), que abre em 9 de maio e vai até 14 de agosto em Nova York.

Integram a exposição 100 peças do estilo punk, que variam de Vivienne Westwood de meados dos anos 1970 à butique londrina de Malcolm McLaren e imagens do Sex Pistols, como exemplos do impacto do punk na alta-costura e em estilistas como Alexander McQueen, Helmut Lang, Miuccia Prada e John Galliano.

Filmes e músicas da época e a recriação do vaso sanitário coberto de pichações no clube punk CBGB, em Nova York, onde Blondie, Ramones e Talking Heads tocaram, acrescentam autenticidade à corajosa exposição.

"Punk era a comemoração do indivíduo, celebrando a criatividade e não ter medo, ser corajoso na sua autoapresentação e ser corajoso na sua declaração de moda", disse o curador da exposição, Andrew Bolton.

"Punk era desafiar o status quo", acrescentou. "Eu acho que todos esses elementos tiveram muito impactado na moda."

(Reportagem de Patricia Reaney)