7 de Maio de 2013 / às 13:53 / 4 anos atrás

Suecos premiam Youssou N'Dour por trabalho pelo entendimento religioso

Cantor senegalês Youssou N'Dour gesticula durante entrevista à Reuters antes de seu concerto no 44º Montreux Jazz Festival, em Montreux, na Suiça. N'Dour foi um dos ganhadores do prêmio musical sueco Polar, num reconhecimento por sua música e por seu trabalho em prol do entendimento inter-religioso. 9/07/2010. REUTERS/Valentin Flauraud

ESTOCOLMO, 7 Mai (Reuters) - O cantor e compositor senegalês Youssou N‘Dour foi um dos ganhadores do prêmio musical sueco Polar, num reconhecimento por sua música e por seu trabalho em prol do entendimento inter-religioso.

Ele dividirá o prêmio de 1 milhão de coroas suecas (153,2 mil dólares) com a compositora finlandesa Kaija Saariaho, que faz música de câmera, obras orquestrais e óperas, e é conhecida por combinar instrumentos acústicos e sons eletrônicos.

Ganhadores anteriores do prêmio incluem Paul McCartney, Bob Dylan e Yo-Yo Ma.

O comitê encarregado do prêmio disse que N‘Dour, já premiado com o Grammy, é “não só um cantor, mas um contador de histórias, poeta, cantor notável, artista do entretenimento e historiador verbal ... que trabalha para reduzir as animosidades entre a sua própria religião, o islamismo, e outras religiões”.

Sobre Saariaho, o comitê disse se tratar de “uma maestrina moderna, que abre nossos ouvidos e faz com que suas bigornas e estribos se apaixonem”.

O Prêmio Polar foi fundado em 1989 pelo editor e letrista Stig Anderson, agente do Abba.

Reportagem de Alistair Scrutton

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below