Keanu Reeves estreia na direção modernizando o gênero Kung Fu

segunda-feira, 20 de maio de 2013 19:04 BRT
 

CANNES, França, 20 Mai (Reuters) - Como ator, ele já foi herói de ficção científica, policial e até Hamlet. Agora, Keanu Reeves salta para o outro lado do balcão, como diretor de um filme de artes marciais contemporâneas, voltado para dois públicos: o chinês e o ocidental.

O trilíngue "Man of Tai Chi" é inspirado na vida do dublê Tiger Chen, que ficou amigo de Reeves durante as filmagens de "Matrix".

Reeves, que está no Festival de Cannes para promover o lançamento do filme, previsto para este ano, disse que sempre quis se aventurar na direção e que passou cinco anos criando o roteiro.

"Também estava vinculado a ficar mais velho", disse Reeves, de 48 anos, que também atua em "Man of Tai Chi".

Ele contou que o protagonista, interpretado por Chen, é um dublê e especialista em artes marciais que luta para manter suas crenças e seus valores tradicionais contra as pressões da sociedade moderna.

Reeves interpreta um vilão que atrai o protagonista para as lutas clandestinas, com a promessa de dinheiro, glamour e poder.

O filme é falado em inglês, cantonês e mandarim, foi filmado na China e em Hong Kong e teve participação de estúdios da China e dos Estados Unidos.

(Reportagem de Mike Davidson)