May 21, 2013 / 6:59 PM / 4 years ago

Filme sobre Liberace põe em evidência direitos dos gays em Cannes

3 Min, DE LEITURA

Por Belinda Goldsmith

CANNES, França, 21 Mai (Reuters) - Um filme sobre o relacionamento entre o extravagante pianista Liberace e seu jovem amante deslumbrado, apresentado no Festival de Cinema de Cannes nesta terça-feira, jogou os holofotes nos direitos dos gays durante o maior evento anual da indústria do cinema.

O diretor Steven Soderbergh disse ter lutado cinco anos para conseguir financiamento para "Behind the Candelabra" porque alguns investidores achavam que o filme somente teria apelo para um audiência gay e, ao custo de 25 milhões de dólares, seria um risco financeiro.

Por fim, ele obteve a verba do canal de TV a cabo HBO, da Time Warner, e fez o filme com Michael Douglas no papel de Liberace e Matt Damon como Scott Thorson, com quem o pianista manteve um romance secreto por cinco anos.

Soderbergh disse ser coincidência o fato de o filme estar sendo lançado durante um debate mundial sobre os direitos dos gays e casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas admitiu que isso foi muito oportuno.

No mês passado, a França se tornou o 14o país a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, uma iniciativa adotada nos Estados Unidos por 12 Estados e o Distrito Federal. Liberace foi uma grande celebridade, mas negava publicamente sua homossexualidade, já que na época ser gay era um grande tabu.

"Ao fazer o filme, o aspecto sócio-político disso não estava de fato em minha mente, mas eu me concentrei em ... tentar tornar esse relacionamento o mais crível e realista que eu pudesse", afirmou Soderbergh em entrevista à imprensa, tendo ao lado Douglas e Damon.

"Quando esse assunto vem à tona, de direitos iguais para os gays, eu fico esperando que daqui a 50 anos estejamos olhando para trás e perguntando por que isso foi sequer debatido e por que levou tanto tempo."

Douglas e Damon disseram que estavam ambos ansiosos por trabalhar com Soderbergh, que anunciou seu plano de se aposentar do cinema depois deste filme.

Os dois também ficaram impressionados com o roteiro baseado na autobiografia de Thorson, "Behind the Candelabra: My Life with Liberace" (Atrás do Candelabro, Minha Vida com Liberace), lançado em 1988, um ano depois da morte do pianista, aos 67 anos, em consequência de doenças relacionadas com a Aids.

No filme, Thorson, um ingênuo camponês de 18 anos, do Estado do Wisconsin, conhece Liberace, de 58 anos, em Las Vegas, em 1977, e vai viver com ele, desfrutando de um glamuroso estilo de vida, com champanhe, carro luxuosos e roupas espetaculares.

Uma irreconhecível Debbie Reynolds faz o papel da mãe de Liberace, Frances, enquanto Rob Lowe é o cirurgião plástico que opera Liberace e Thorson.

O relacionamento começa a se deteriorar quando Thorson se torna dependente de drogas e, para financiar o vício, vende joias que Liberace lhe presenteou. Liberace busca então outros homens mais jovens para saciar sua voracidade sexual.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below