China se pergunta por que seus turistas se comportam tão mal

quinta-feira, 30 de maio de 2013 13:14 BRT
 

Por Li Hui e Ben Blanchard

PEQUIM, 30 Mai (Reuters) - Da falsificação de certidões de casamento para conseguir um desconto de lua-de-mel nas Maldivas a deixar crianças defecarem no chão de um aeroporto em Taiwan, os turistas chineses vêm nos últimos tempos protagonizando episódios polêmicos.

Graças a sites como o Sina Weibo, espécie de Twitter chinês, relatos sobre o mau comportamento de turistas locais se espalham feito fogo no mato, provocando repulsa, raiva e muita reflexão.

Relatos desse tipo eram vistos no passado como ataques à natureza cordata dos viajantes chineses, mas nos últimos tempos as pessoas estão começando a se perguntar por que cidadãos do país que tem a segunda maior economia mundial se comportam assim.

"Objetivamente falando, nossos turistas são personagens relativamente pouco civilizados", disse Liu Simin, pesquisador do Centro de Pesquisas do Turismo da Academia China de Ciências Sociais.

"A viagem internacional é um luxo novo, chineses que podem arcar com ela se comparam uns aos outros e querem se exibir", disse Liu. "Muitos turistas chineses estão só agora indo para o exterior, e com frequência não têm experiência ou familiaridade com as regras e normas do exterior."

O constrangimento com o comportamento de alguns turistas chineses já atingiu os mais altos escalões do governo, que tenta projetar a imagem de uma potência emergente benigna e culta, que irá beneficiar o mundo com sua crescente riqueza.

A notícia de que um chinês de 15 anos havia rabiscado seu nome em um templo de 3.500 anos em Luxor (Egito) causou tanto furor que o caso chegou a ser abordado em uma entrevista coletiva da chancelaria em Pequim.

"Há cada vez mais turistas chineses viajando a outros países nos últimos anos", respondeu o porta-voz Hong Lei na segunda-feira. "Esperamos que esse turismo melhore a amizade com países estrangeiros, e também esperamos que os turistas chineses cumpram as leis e regulamentos locais, e se comportem."

Outros incidentes já causaram reação semelhante, inclusive o de uma mãe que deixou seus filhos defecarem no chão do aeroporto Kaohsiung, em Taiwan, a poucos metros de um banheiro. Ela antes estendeu um jornal no chão.