ESTREIA-"Antes da Meia-Noite" mantém qualidade da franquia de Linklater

quinta-feira, 13 de junho de 2013 19:21 BRT
 

SÃO PAULO, 13 Jun (Reuters) - Como na clássica música francesa "L'amour c'est comme un jour", de Charles Aznavour, a noite chegou ao relacionamento do casal Celine (Julie Delpy) e Jesse (Ethan Hawke). Mas longe do melodrama da canção de Aznavour, o diretor Richard Linklater chega ao terceiro filme deste romance com um confronto sincero e intimista de um casal que lida com frustrações e a implacável falta de consideração do tempo.

O amor de Jesse e Celine emocionou cinéfilos nas últimas décadas. Em "Antes do Amanhecer" (1995), depois de uma idílica madrugada, o casal prometia se encontrar em seis meses, no mesmo local. Deixava, assim, em aberto o desfecho desta paixão, revelado apenas em "Antes do Pôr-do-Sol" (2004), quando o casal se vê frente a frente em Paris.

Aquele foi um filme, aliás, pungente, com cenas memoráveis e diálogos e atuações irretocáveis, que não apenas provaram a afinação da dupla de atores, como também a acertada participação deles no roteiro. Julie Delpy até mesmo compôs as músicas que sua personagem toca para o, então, ex-amante durante a tarde juntos.

Agora, outra década depois, ambos estão de férias na Grécia, casados e pais de gêmeas. Jesse tem um filho do primeiro casamento, rompido logo após o reencontro de 2004, e se ressente quando o rapaz volta aos EUA, depois de passar uns dias com a nova família. O embarque de volta é o estopim para detonar as paredes que até então isolavam certos sentimentos latentes.

Na paradisíaca costa grega, emergem os conflitos do casal, tornando esta produção mais agressiva do que as anteriores, mas não menos verdadeira. A aspereza com a qual Celine analisa Jesse é tão cruel quanto à racionalização que ele objetiva em relação a ela. Mesmo as conversas em que participam os coadjuvantes apenas aumentam a tensão entre eles.

Felizmente, Linklater, Delpy e Hawke não transformaram o filme em uma batalha campal. Sabem dosar de forma equilibrada os extremos, respeitando a maturidade dos protagonistas. Por essa razão, é importante assistir aos filmes anteriores, que podem proporcionar a dimensão do que se vê, agora, na tela.

Vigoroso, "Antes da Meia-Noite" mantém a qualidade de seus antecessores e formatando temas universais para a relação a dois. Jesse e Celine são personagens opostos e fascinantes, e o filme em que habitam é tão fascinante quanto.

(Por Rodrigo Zavala, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb