Lendário cantor country Slim Whitman morre aos 90 anos nos EUA

quarta-feira, 19 de junho de 2013 17:18 BRT
 

NEW YORK/NASHVILLE, 19 Jun (Reuters) - O lendário cantor country e compositor Slim Whitman, conhecido por seu falsete e talento, morreu nesta quarta-feira aos 90 anos na Flórida, sul dos Estados Unidos, afirmou seu genro.

Roy Beagle, que é casado com Sharon, filha de Whitman, disse que o cantor e compositor que nasceu Ottis Dewey Whitman Jr. foi internado na terça-feira.

"Ele morreu no hospital Orange Park por volta de 00h45 desta manhã de insuficiência cardíaca", disse Beagle à Reuters. "Fizemos uma festa de aniversário de 90 anos para ele em janeiro e ele parecia bem, mas desde então vinha sofrendo com a saúde debilitada."

Whitman, que era autodidata no violão e teve uma série de sucessos, incluindo "Rose Marie", "Indian Love Call" e "Secret Love", gravou dezenas de álbuns e vendeu milhões de discos durante sua carreira, que começou no fim dos anos 1940.

Ele trabalhava em um estaleiro na Flórida quando foi descoberto pelo coronel Tom Parker, que depois se tornou empresário de Elvis Presley. Ele assinou seu primeiro contrato com a gravadora RCA em 1948.

O cantor e Elvis fizeram turnê juntos em 1950.

Whitman lançou "Love Song of the Waterfall" no início dos anos 1950, que mais de duas décadas depois estava na trilha sonora do filme "Contatos Imediatos de Terceiro Grau".

Seus outros sucessos incluem "Danny Boy", "Red River Valley" e "Have I Told You Lately That I Love You".

Embora Whitman fosse conhecido como o cantor favorito de folk dos Estados Unidos, ele era mais popular na Europa do que nos Estados Unidos, particularmente na Grã-Bretanha, onde fez muitas turnês.

(Reportagem de Patricia Reaney e Tim Ghianni)