Autópsia do ator Gandolfini confirma morte por ataque cardíaco

sexta-feira, 21 de junho de 2013 10:50 BRT
 

ROMA, 21 Jun (Reuters) - Uma autópsia no corpo de James Gandolfini, estrela da série norte-americana vencedora do prêmio Emmy "The Sopranos", confirmou nesta sexta-feira que ele morreu de um ataque cardíaco, disse uma fonte do hospital.

A fonte, que pediu para não ser identificada, disse que a morte de Gandolfini, na noite de quarta-feira em um hotel de Roma foi o resultado de "causas naturais, um ataque cardíaco".

Gandolfini, de 51 anos, cujo desempenho como Tony Soprano lhe rendeu fama e ajudou a inaugurar uma nova era no drama da televisão norte-americana, estava de férias em Roma e deveria participar do encerramento do Festival de Cinema de Taormina, na Sicília, no sábado.

O filho de 13 anos do ator, Michael, encontrou James caído no banheiro de seu quarto de hotel em Roma, disse o empresário de Gandolfini, Mark Armstrong, por e-mail.

Os médicos do Hospital Umberto I, na capital italiana, devem anunciar os resultados da autópsia nesta sexta-feira depois de ter informado oficialmente a embaixada dos EUA e membros da família, disse a fonte do hospital.

Claudio Modini, o chefe da emergência, disse à Reuters na quinta-feira que os médicos tentaram reanimar Gandolfini por 40 minutos, quando ele chegou ao hospital, antes de declará-lo morto.

(Por Steve Scherer e Antonio Denti)

 
Ator James Gandolfini chega a um evento organizado pela associação de críticos britânicos BAFTA, em Los Angeles, na Califórnia. Uma autópsia no corpo de Gandolfini, estrela da série norte-americana vencedora do prêmio Emmy "The Sopranos", confirmou nesta sexta-feira que ele morreu de um ataque cardíaco, disse uma fonte do hospital. 9/07/2011. REUTERS/Fred Prouser