Mandela continua em estado "grave mas estável", diz governo

sábado, 22 de junho de 2013 10:04 BRT
 

JOANESBURGO, 22 Jun (Reuters) - O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela permanece em estado "grave mas estável" no hospital, disse o governo no sábado.

A declaração mostra que a saúde do herói anti-apartheid de 94 anos de idade pouco mudou desde a sua admissão em um hospital de Pretória, há duas semanas.

Mandela, que se tornou o primeiro presidente negro da África do Sul em 1994, foi levado às pressas para um hospital de Pretória em 8 de junho com uma infecção respiratória recorrente.

A presidência também confirmou que a ambulância de cuidados intensivos que estava levando o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela ao hospital há duas semanas quebrou. A imprensa disse que ele ficou parado por 40 minutos.

O porta-voz presidencial Mac Maharaj disse que o ex-presidente foi transferido para outra ambulância militar para o restante dos quase 50 minutos de viagem entre Joanesburgo e Hospital do Coração Medi-Clinic, em Pretória.

"Todo cuidado foi tomado para garantir que o quadro clínico do ex-presidente Mandela não foi comprometido pelo incidente imprevisto", disse Maharaj. Ele não quis dizer quanto tempo a viagem de Mandela para o hospital tinha sido adiada pela quebra da ambulância.

Médicos que atendem Madiba, o nome de clã pelo qual Mandela é popularmente conhecido, estavam satisfeitos por ele não ter sofrido piora durante esse período, disse ele.

A falta de prestação de serviços básicos, durante o governo do Congresso Nacional Africano, provocou violentos protestos em todo o país este ano e são pontos de campanha para os partidos políticos que pressionam por uma posição antes das eleições do próximo ano.

O histórico de problemas pulmonares de Mandela remonta ao seu tempo na prisão em Robben Island perto da Cidade do Cabo. Ele foi libertado em 1990, depois de 27 anos, e passou a servir como presidente de 1994 a1999.

Sua internação é a quarta desde dezembro.

(Reportagem de Sherilee Lakmidas)