Greve na Torre Eiffel fecha cartão postal de Paris para visitantes

terça-feira, 25 de junho de 2013 20:40 BRT
 

PARIS, 25 Jun (Reuters) - Os elevadores da Torre de Eiffel ficaram parados nesta terça-feira, já que um impasse sobre segurança e condições de trabalho levou os funcionários do principal cartão postal de Paris a decretar greve.

Milhares de visitantes que desejavam admirar o horizonte da capital francesa deixaram de subir porque os cerca de 300 funcionários da torre deixaram de trabalhar por questões ligadas à má conservação e problemas de pagamentos.

Representantes do sindicato disseram que a categoria tem se queixado há anos da gestão de manutenção da estrutura de ferro de 324 metros.

A reforma do elevador oeste deveria durar 18 meses quando o trabalho começou em 2008, mas o projeto permanece inacabado e funcionários dizem que as instalações são insuficientes para acolher a inundação diária de até 30 mil visitantes.

"Eles levaram dois anos para construir (a Torre Eiffel), e agora está demorando mais de cinco anos para um elevador", disse um funcionário descontente, que não quis ser identificado.

Funcionários dizem que a superlotação representa um risco para a segurança e prejudica suas condições de trabalho.

(Reportagem de Lucien Libert)