Greve fecha Torre Eiffel pelo segundo dia

quarta-feira, 26 de junho de 2013 12:51 BRT
 

PARIS, 26 Jun (Reuters) - A Torre Eiffel foi fechada pelo segundo dia nesta quarta-feira, com uma greve por melhores condições de trabalho deixando frustrados turistas que faziam fila em vão aos pés do monumento parisiense.

Milhares de visitantes esperando obter uma vista espetacular da cidade da torre de ferro de 324 metros estão no chão desde a manhã de terça-feira, quando os funcionários pararam em protesto contra disputas por pagamentos e manutenção fora do horário de trabalho.

As autoridades disseram que estavam negociando com os sindicatos e esperavam que o monumento reabrisse em breve, possivelmente mais tarde ainda nesta quarta-feira.

"É muito chato", disse Nicole, uma turista australiana em Paris por apenas um dia. "Haverá longas filas. Tanto a fazer em um dia e agora estamos esperando na fila".

Muitos mal podiam acreditar que o monumento mundialmente famoso, que geralmente fica aberto sete dias por semana durante todo o ano, estava fechado.

"Achei que fosse impossível", disse Alex Hokkanen, turista de Minnesota, nos Estados Unidos. "Tantas pessoas vêm até aqui todos os dias e querem ver isso. Eu achava que com certeza estaria funcionando."

Construída em 1889 e um dos monumentos mais conhecidos do mundo, a Torre Eiffel recebe cerca de sete milhões de visitantes por ano e até 30.000 por dia na alta temporada de verão.

(Reportagem de Hortense de Roffignac)